Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/02/14 às 17h28 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Adolescentro ganha biblioteca domiciliar

COMPARTILHAR

Objetivo é incentivar e formar o hábito de leitura nos pacientes

O Programa Mala do Livro, da Secretaria da Cultura do Distrito Federal, doou 70 livros de pesquisa escolar e literatura brasileira para o Adolescentro da 605 Sul. A ação tem o objetivo de incentivar e formar o hábito de leitura nos pacientes atendidos na unidade.

A administradora do Adolescentro, Tatiana Nora, explica que o projeto vai funcionar como uma biblioteca pública, onde os pacientes poderão ler os livros no próprio local ou levá-los para casa, desde que devolvam quando terminarem a leitura. “Atendemos muitos jovens com problemas de aprendizagem e dificuldade escolar. Acredito que essa iniciativa possa ajudá-los, pois recebemos muitos livros didáticos e de fácil leitura”, comenta Tatiana.

A paciente Kamila Mesquita, 18 anos, adorou a ideia de ter uma biblioteca domiciliar dentro da unidade. Amante das histórias de Machado de Assis, a jovem pegou um livro do autor na prateleira e começou a ler enquanto esperava a consulta. “Acho que o projeto vai incentivar as pessoas a se interessarem pela literatura. Muita gente não sabe a importância de ler um bom livro”, comenta Kamila.

O Mala do Livro é um programa que consiste em implantar bibliotecas domiciliares no Distrito Federal. As atividades acontecem em unidades hospitalares, Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS), casas cedidas, ONG’s, estações de metrô e centros esportivos.

Por Ludmila Mendonça, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226