Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/06/13 às 15h40 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Associação Médica de Brasília parabeniza SES pelo recebimento de avião

COMPARTILHAR

AMBr se coloca à disposição para colaborar em campanhas de conscientização da sociedade


A Associação Médica de Brasília (AMBr) parabenizou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, pela doação feita pela Polícia Federal da aeronave que servirá de transporte de órgãos para transplante e pacientes para outras unidades da Federação.

De acordo com o presidente da AMBr, Luciano Gonçalves, a Associação compartilha desta meta e se coloca à disposição para colaborar em campanhas de conscientização da sociedade. “É um orgulho para nós, representantes da classe médica, saber que o DF é recordista na realização de transplantes no Brasil e, mais ainda, verificar o empenho da SES em atingir patamares de referência como os da Espanha”, afirmou.

Aeronave otimizará captação para realização de transplantes

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal receberá, nos próximos 30 dias, um avião cedido pela Polícia Federal para transporte de órgãos destinados a transplantes e pacientes de outras unidades da federação.

“A expectativa é agilizar ainda mais o processo de captação desses órgãos, já que agora teremos um serviço aeromédico próprio. Atualmente, realizamos esse tipo de transporte com o apoio de parceiros e de companhias aéreas”, afirmou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa.

A aeronave, modelo King Air Turbo-Hélice bimotora pressurizada, foi vistoriada hoje pelo governador Agnelo Queiroz, que analisou as condições do avião, em hangar do Aeroporto Internacional de Brasília.

Barbosa lembrou que o DF é a unidade da Federação que mais capta órgãos no país – são 28 doadores por milhão de habitantes – e é o líder nacional em transplantes de coração, com seis cirurgias apenas no primeiro trimestre de 2013.

Também foram realizados, desde janeiro, 19 transplantes de fígado e 65 cirurgias de córnea nos primeiros três meses deste ano, o que zerou a fila de pacientes em espera pelo procedimento oftalmológico.