Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/02/18 às 19h23 - Atualizado em 9/03/18 às 18h47

Atenção Domiciliar

A Atenção Domiciliar é uma modalidade de atenção à saúde, substitutiva ou complementar às já existentes, caracterizada por um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação prestadas em domicílio, com vistas à redução da demanda por atendimento hospitalar e/ou redução do período de permanência de usuários internados, à humanização da atenção, à desinstitucionalização e à ampliação da autonomia dos usuários.

 

Essa modalidade assistencial é realizada por uma equipe multiprofissional de saúde que presta assistência a pessoas acamadas, dependentes de um cuidador que as auxilie nas atividades de vida diária, portadoras de seqüelas e co-morbidades de doenças crônicas como: cuidados paliativos oncológicos e neurológicos, entre outros; úlceras de decúbito em graus moderado e grave; traqueostomia e com quadros clínicos estáveis. Não fazem parte do público alvo do Programa pessoas com necessidade de ventilação mecânica invasiva contínua e enfermagem intensiva. (Portaria nº 825 do Ministério da Saúde, de 25 de abril de 2016, que redefine a atenção domiciliar no âmbito do SUS)

 

Atualmente o Programa de Internação Domiciliar do Distrito Federal – PID DF – atua com 16 (dezesseis) equipes multiprofissionais localizadas em todas as 7 Regiões de Saúde da SES-DF; essas equipes são formadas, prioritariamente, por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeuta e/ou assistente social. Outros profissionais como fonoaudiólogo, nutricionista, terapeuta ocupacional, odontólogo, psicólogo e farmacêutico, além de fisioterapeuta e assistente social poderão compor as equipes de apoio.

 

Para ter acesso aos serviços do PID DF, o familiar e/ou responsável pelo paciente deve entrar em contato com o Núcleo Regional de Atenção Domiciliar – NRAD da Regional de Saúde onde mora: Asa Norte, Asa Sul, Brazlândia, Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho ou Taguatinga.

 

A solicitação de internação domiciliar será realizada por meio de Relatório Médico detalhado, proveniente tanto dos serviços da Rede de Saúde como Clínica da Família, Centros de Saúde, Hospitais (Fluxo de desospitalização) e UPA, quanto dos próprios familiares e/ou responsáveis pelo paciente. Dentre os critérios de admissão estão: residência e domicílio comprovado no Distrito Federal; cuidador identificado e quadro clínico compatível com o perfil do serviço.

 

Dentre os principais benefícios da Internação Domiciliar estão:

 

– Assistência individualizada e personalizada, o que garante mais qualidade de vida ao paciente;

– Maior envolvimento da família ao tratamento, o que favorece a recuperação do paciente;

– Melhor resposta à terapêutica proposta, quase sempre reduzindo o tempo de internação;

– Proximidade do paciente a seus familiares, rotina, hábitos e referências, o que ajuda também na recuperação;

– Redução da incidência de infecções hospitalares;

– Viabilização de maior disponibilidade de leitos hospitalares.

 

PROGRAMA DE OXIGENOTERAPIA DOMICILIAR

 

O Programa de Oxigenoterapia Domiciliar – POD DF – consiste em assistir pessoas com doenças pulmonares que cursem com insuficiência respiratória crônica causada por lesões pulmonares irreversíveis (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica – DPOC, bronquiectasia, fibrose cística e fibrose pulmonar), que tenham indicação para esse tratamento, de acordo com os parâmetros estabelecidos pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (2000). A oxigenoterapia repõe a falta de oxigênio no sangue e pode ajudar essas pessoas a viverem mais e com melhor qualidade de vida, prevenindo o enfraquecimento desses órgãos. Quando utilizada corretamente, beneficia o sono, o humor, a memória, o desempenho das atividades físicas e a disposição geral. Reduz a necessidade de internações hospitalares e o paciente recebe o tratamento em sua casa, junto aos familiares.

 

Os documentos necessários para o cadastro no POD nos NRAD são:

 

– Relatório Médico para Admissão e Acompanhamento – Programa de Oxigenoterapia Domiciliar.
– Gasometria arterial
– Cartão SUS.
– Cópia da Identidade e CPF do paciente.
– Comprovante de residência (conta de luz atual e em nome do paciente ou familiar, comprovado o parentesco e coabitação).
– Termo de Responsabilidade e Esclarecimento assinado pelo paciente ou responsável legal.

 


Atenção Domiciliar

Contatos:

– Gerência de Atenção Domiciliar – GEAD: (61)3348-6261/3348-2575. E-mail:   gead.saude.df@gmail.com
– NRAD Asa Norte: 3327-3098. E-mail:  nrad.hran@hotmail.com
– NRAD Asa Sul: 3445-7729/3445-7751. E-mail:  nradregionalsul@gmail.com
– NRAD Brazlândia: 3479-4903. E-mail:  nradhrbz@gmail.com
– NRAD Ceilândia: 3471-9210/3371-1482. E-mail:  nradceilandia@gmail.com
– NRAD Gama: 3556 6817. E-mail:  nradgama@gmail.com
– NRAD Guará: 3901-7658. E-mail:  nradguara@gmail.com
– NRAD Núcleo Bandeirante: 3386-3929.  nrad.cnbpwrf@gmail.com
– NRAD Paranoá: 3369-9857. E-mail:  nrad.paranoa@gmail.com
– NRAD Planaltina: 3388-9781. E-mail:  nradplanaltina@bol.com.br
– NRAD Recanto das Emas: 3334-1319. E-mail:   nradrecantodasemas@gmail.com
– NRAD Samambaia: 3458-9871. E-mail:  nradsamambaiadf@gmail.com
– NRAD Santa Maria: 3392-6415. E-mail:  nradsantamaria@hotmail.com
– NRAD São Sebastião: 3335-1378. E-mail:  nradss@gmail.com
– NRAD Sobradinho: 3387-0628. E-mail:  nradsobradinho@hotmail.com
– NRAD Taguatinga: 3351-4623/3353-1057. E-mail:  nrad1.hrt@gmail.com