Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/05/14 às 21h50 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada

COMPARTILHAR

Mais de 300 mil pessoas foram imunizadas

 

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVEP) da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) divulgou o balanço da campanha de vacinação contra a gripe. Até essa sexta-feira (9), foram vacinadas 316.846 pessoas, alcançando 52,5% da população alvo. A campanha foi prorrogada até 06 de junho, nos centros e coordenações regionais de saúde.

“Quanto mais cedo as pessoas forem se vacinar, melhor. Pois estamos chegando na época do frio e da seca e com isso aumenta a circulação dos vírus da gripe no ar. Então, esperamos que o nosso público-alvo procure se vacinar”, alerta a enfermeira da Gerência de Vigilância Epidemiológica e Imunização da Secretaria de Saúde do DF, Rosa Maria Mossry.

Do total, foram vacinadas 93.461 crianças entre 6 meses a 2 anos e de 2 a 4 anos (51,3%); 15.300 gestantes (46,9%); 2.867 puérperas (53,5%); 122.797 idosos acima de 60 anos (60,3%); 32.082 profissionais da saúde (44,5%); 49.799 pessoas com comorbidades (53%); 87 indígenas; 427 pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional (3%) e 26 pessoas de outros grupos sem comorbidades.

Segundo a Gerência de Imunização as pessoas acamadas podem entrar em contato com o Disque Saúde – 160 e solicitar o atendimento para receber a vacinação em casa. “Como essas pessoas não podem ir aos postos de vacinação, elas devem ligar para o telefone 160 e pedir a vacina. Elas fazem parte do público-alvo dessa campanha atual”, conclui a especialista.

A vacinação visa proteger as pessoas contra os tipos mais comuns da gripe: H1N1, H3N2 e Influenza que são responsáveis pelas epidemias sazonais e doenças respiratórias como a pneumonia e resfriados mais fortes.

“A proteção da vacina é importante, mesmo naqueles casos em que a pessoa acha que após imunização se sentiu mal ou teve uma gripe. Isso é sinal de que no organismo dela já havia outro vírus alojado e ele pode se manifestar como doença a qualquer tempo. O que contém na vacina é o vírus desativado e não desenvolve doença, mas auxilia o sistema imunológico a se prevenir e se fortalecer contra esses tipos de vírus”, explica Rosa Mossry.

Atendimento

O atendimento nos centros de saúde vai de segunda à sexta, das 8h às 17h. As pessoas acamadas em casa podem solicitar a vacina pelo telefone 160 e uma equipe vai até a residência. A vacinação em pessoas do sistema prisional está sendo realizada de acordo com horários pré- definidos pelos estabelecimentos responsáveis.

Por Alessandra Franco, da Agência Saúde DF