Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/08/19 às 11h31 - Atualizado em 5/08/19 às 17h47

Carga horária de servidores é ampliada para reforçar equipes de saúde

COMPARTILHAR

Áreas estratégicas receberão reforço, como as de aquisição de medicamentos e materiais

 

Com o objetivo de fortalecer as equipes de saúde e melhorar a eficiência dos serviços, 71 servidores da Secretaria de Saúde tiveram suas cargas horárias ampliadas para 40 horas de trabalho semanais. A medida foi divulgada, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (5), e vale a partir da data de publicação.

 

As ampliações foram feitas em áreas estratégicas da Secretaria de Saúde. Entre os locais, é possível destacar o Fundo de Saúde do DF, a Coordenação Especial de Tecnologia da Informação (Ctinf) e as subsecretarias de Gestão de Pessoas (Sugep), Logística (Sulog), Administração Geral (Suag) e Infraestrutura (Sinfra).

 

De acordo com a subsecretária de Gestão de Pessoas da pasta, Silene Almeida, foram incrementadas equipes como as da programação e aquisição de medicamentos e de materiais, bem como de análise documental para as diversas licitações e demais modalidades de compra. “O impacto do trabalho produzido pelas áreas contempladas atinge diretamente o serviço na ponta. Não se faz assistência sem materiais, medicamentos, contratos de manutenção, etc.”, avaliou Silene.

 

Ainda segundo a gestora, a ampliação da carga horária para esses setores possibilitará mais agilidade nos processos de análise e empenho, dando segurança e eficiência aos pagamentos realizados no setor, sem mencionar o avanço nos projetos prioritários demandados por toda a secretaria.

 

“É como se tivéssemos contratado mais 71 servidores, já capacitados, para atuar nessas áreas, onde a necessidade de pessoas com conhecimento e habilidades específicas é essencial. Isso também vai acarretar em redução de TPD [Trabalho em Período Definido] nesses setores, na mesma proporção da ampliação concedida”, ressaltou a subsecretária.

 

A medida, prevista na Portaria n° 614/2019, foi autorizada pela Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão, que garantiu uma suplementação orçamentária para essas ampliações.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde

Foto: Mariana Raphael/Saúde-DF