Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/10/19 às 17h21 - Atualizado em 2/10/19 às 17h24

Centro Cirúrgico e Box de Emergência do Hospital da Região Leste passam por adequação

COMPARTILHAR

A reestruturação de fluxos e processos será realizada em cinco etapas

 

O Hospital da Região Leste (HRL, antigo Hospital do Paranoá) está redesenhando seus processos e começa a implementar melhorias, de acordo com o previsto no relatório de recomendação do projeto de intervenção denominado De olho na Saúde. As orientações foram definidas pelo Núcleo de Controle de Infecções Hospitalares e normas de adequação da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC).

 

Promovida em cinco etapas, a reformulação do Centro Cirúrgico da unidade abrange a reestruturação de fluxos e processos, tornando-os ainda mais ágeis, eficientes e seguros, o que proporcionará o aumento da performance das salas. Haverá, ainda, adequação das estruturas física, elétrica e hidráulica objetivando entregar maior conforto a pacientes e servidores, além de estar alinhada aos novos parâmetros recomendados pela Vigilância Sanitária.

 

A reformulação foi iniciada no dia 2 de setembro no Box de Emergência e, em 7 de outubro, começará no Centro Cirúrgico. A conclusão dos serviços deve ocorrer em 60 dias, conforme o cronograma do plano de ação da Diretoria Hospitalar. As adequações serão divididas em cinco etapas para que o serviço prestado à população não sofra descontinuidade.

 

Depois de tudo concluído, o Centro Cirúrgico contará com uma quinta sala de cirurgia, o que proporcionará um aumento no número de operações eletivas realizadas no hospital, além de melhorar a condição de trabalho dos servidores, que terão um espaço novo de convivência.

 

MELHORIAS – O novo Centro Cirúrgico poderá realizar até cinco procedimentos simultâneos, aumentando em 20% sua capacidade atual. Os acessos às áreas de circulação e esterilização serão readequados, de acordo com as normas sugeridos pela Vigilância Sanitária e pelo Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar.

 

A readequação do espaço de Box de Emergência, também via contrato de manutenção predial, proporcionará um aumento no número leitos, já que a taxa média de ocupação é de 175%. Haverá, ainda, a criação de um leito de isolamento para pacientes graves na Urgência e Emergência, além da melhoria do espaço do Posto de Enfermagem.

 

“Essas adequações, possíveis com contrato de manutenção, serão essenciais a fim de melhorarmos a capacidade assistencial do HRL, hoje referência para toda a Região Leste. A unidade também compõe alguns serviços de referência distrital para toda a rede, como o Serviço de Coluna”, ressalta a Superintendente da Regional de Saúde Leste, Raquel Beviláqua.

 

Da Agência Saúde
Fotos: Mariana Raphael/Saúde-DF