Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/01/14 às 19h48 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Centro de Referência cuida da saúde do trabalhador

COMPARTILHAR

Atividades voltadas para prevenção e recuperação

 

Os dois Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), da Secretaria de Saúde do DF, desenvolveram diversas atividades em 2013, voltadas para a prevenção de doenças e a recuperação física e psicológica dos trabalhadores. Entre elas, o projeto Mente e Voz, que contemplou mais de 500 professores em escolas públicas de Sobradinho e área rural. Por meio de ações conjuntas com vários órgãos do GDF e parceiros, o projeto Quero Saber, atingiu moradores na Fercal. Lá, também, ocorreu a elaboração do projeto de atuação, pesquisa e mapeamento das atividades econômicas e do risco ocupacional da região. A proposta para 2014, de acordo com a diretora do CerestDF, Elienai de Alencar, é continuar em Planaltina, em uma parceria com secretaria de educação.

O Cerest Norte, inaugurado no mês de maio, contempla Sobradinho I e II, Planaltina, São Sebastião e Paranoá, atende os serviços de vigilância, prevenção de acidentes, doenças que afetam a saúde e a produtividade do trabalhador. O Cerest funciona na administração do Hospital Regional de Sobradinho (HRS). 

A unidade realiza programas de atendimento para servidores expostos a agrotóxicos, com problemas na pele ou com perda auditiva induzida por ruído. Também atende professores que enfrentam problemas causados pelo uso excessivo da voz. Além disso, o Cerest realiza cursos de capacitação para os trabalhadores e estudantes de Saúde, a fim de treiná-los quanto aos cuidados a serem repassados em suas áreas de atuação.

O Cerest Sul, inaugurado no mês de julho, dentro do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), abrange, também, a região administrativa do Gama. A unidade atua com programas para o desenvolvimento de ações, com ênfase na prevenção, vigilância e promoção à saúde do trabalhador. O centro desenvolve estratégias de comunicação e elabora materiais de divulgação visando disponibilizar informações do perfil produtivo e epidemiológico relativos à saúde dos trabalhadores da região.


Elienai informa que o Cerest Sul conta com enfermeiro; um auxiliar de enfermagem; e dois técnicos administrativos. A equipe do Cerest Norte tem um médico, duas enfermeiras, dois fisioterapeutas, contanto, ainda, as duas unidades com o apoio técnico de toda equipe do CerestDF.

 

PARA 2014

Elienai adianta as proposta do Cerest para este ano. De acordo com ela, as principais ações pretendidas são:

1-Articular junto a regional de ensino- Implementação do Projeto Mente e Voz em escolas públicas de Planaltina – DF. 

2-Projeto de Ação voltado para sensibilização e notificação dos agravos relacionada à saúde do trabalhador (a) – LER/DORT no contexto da Rede de Atenção Básica – especialmente voltada para os Ortopedistas da SES DF das Regionais de Sobradinho e Paranoá.

3- Realização de exames para identificação de dermatoses ocupacionais em trabalhadores das Fábricas de Cimento da região da Fercal.

4-Realização de exames, bem como Mapeamento das propriedades rurais, pequeno agricultor da Região da Fercal.

5-Criação de Equipe Volante para busca ativa de agravos de notificação compulsória relacionados ao trabalho em unidades de saúde públicas, Sobradinho, Planaltina e Paranoá.

4-Inserir no centro de custo da SES para que todas as ações sejam implementadas de forma aos preceitos das portarias ministeriais.

5- Definir local de funcionamento do Cerest Norte e Sul. Atualmente estão instalados provisoriamente dentro do Hospital de Sobradinho e hospital de Santa Maria

6-Projeto promoção à saúde dos servidores dos postos de gasolina/prevenção contaminação com benzeno.

 

 

O Cerest atende a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, segundo a Portaria do Ministério da Saúde 1.823 de 2012. A finalidade foi definir os princípios, as diretrizes e as estratégias a serem observados pelas três esferas de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS), para o desenvolvimento da atenção integral à saúde do trabalhador, com ênfase na vigilância, visando a promoção e a proteção da saúde dos trabalhadores e a redução da morbimortalidade decorrente dos modelos de desenvolvimento e dos processos produtivos.

 

 

Objetivos:
– Coordenar as ações de saúde do trabalhador no DF;

– Inserir ações, metas e indicadores de saúde do trabalhador no Plano Estadual de Saúde e na Programação Anual de Saúde;

– Buscar fortalecer a participação popular dos trabalhadores e do controle social, fortalecendo a CIST;

– Organizar as ações de promoção, vigilância e assistência à saúde do trabalhador no DF;

– Realizar e monitorar a pactuação das ações e dos indicadores de promoção, vigilância e assistência à saúde do trabalhador;

– Garantir a implementação, nos serviços públicos e privados, da notificação compulsória dos agravos à saúde relacionados ao trabalho;

– Elaborar, em seu âmbito de competência, perfil produtivo e epidemiológico;

– Promover a formação e capacitação em saúde do trabalhador para os profissionais de saúde do SUS;

– Desenvolver estratégias de comunicação e elaborar materiais de divulgação visando disponibilizar informações do perfil produtivo e epidemiológico relativos à saúde dos trabalhadores.