Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/02/19 às 11h57 - Atualizado em 8/02/19 às 10h38

Consultório oftalmológico instalado em contêiner atende 500 pacientes ao mês

 

Com equipamentos de última geração para realizar exames, o Consultório Itinerante de Oftalmologia, localizado na área externa do Hospital Regional Leste (HRL), atende, aproximadamente, 500 pacientes por mês. A estrutura, montada em um contêiner com ambiente totalmente reformado e climatizado, é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Saúde do Distrito Federal e o Hospital Universitário de Brasília (HUB).

 

“Nosso objetivo é acelerar o atendimento dos pacientes da Região de Saúde Leste, referência para os moradores do Paranoá, Itapoã, São Sebastião e Jardim Botânico. Hoje, conseguimos atender toda a demanda e, por isso, estamos recebendo usuários de Sobradinho e Planaltina, que são da Região de Saúde Norte”, contou a superintende da Região de Saúde Leste, Raquel Beviláqua.

 

Segundo ela, o tempo de espera médio para os pacientes que aguardam pela consulta varia entre 10 a 20 dias, para quem é classificado como vermelho; e de 30 e a 60 dias para quem está classificado como amarelo. “Antes do contêiner, instalado em outubro de 2017, o tempo de esperava chegava a 2 anos e havia, aproximadamente, 4 mil pessoas aguardando”, complementou.

 

No contêiner, os médicos que fazem a avaliação são do HUB. “Fazemos consultas de oftalmologia e todos os exames básicos, entre eles, o teste de refração ocular. Com isso, o paciente já saí com a receita dos óculos”, disse a oftalmologista, Dayane Shinzato.

 

A profissional também relatou que, no espaço, é possível realizar os exames de fundo de olho e tonometria, que permitem avaliar como estão as estruturas do olho e a pressão arterial. “Fazendo essa avaliação, conseguimos diagnosticar problemas como catarata e glaucoma. Se houver necessidade de outros exames, também fazermos o encaminhamento. Mas aproximadamente 90 % dos casos são para prescrição de óculos”, confirmou.

 

A moradora da área rural de Sobradinho e aposentada, Maria das Dores Ferreira de Moura, 64 anos, aprovou o atendimento. “A consulta foi muito boa. Eu tenho diabetes e preciso fazer exame para confirmar se está tudo bem com os meus olhos e não vou precisar trocar de óculos. Graças a Deus, está tudo certo”, comemorou.

 

SAIBA O hospital também possui um consultório de oftalmologia que oferta 500 vagas por mês, totalizando mil vagas oferecidas na região, mensalmente. O local possui os equipamentos necessários, os quais contam, atualmente, com contrato de manutenção regular. O serviço é prestado por duas oftalmologistas.

 

ACESSO Para realizar a consulta oftalmológica, o usuário precisa de encaminhamento dado pela Unidade Básica de Saúde, após consulta com o médico da família e comunidade, que avaliará a necessidade da consulta. O ideal é realizar uma avaliação anual para prevenção de doenças e diagnóstico precoce.

 

Ailane Silva, da Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

 

Consultório oftalmológico instalado em contêiner atende 500 pacientes por mês