Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/03/15 às 16h52 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

DF tem nova sala de amamentação

COMPARTILHAR

Espaço recebe placa de reconhecimento pelo MS

BRASÍLIA (6/3/15) – A Sala de Amamentação instalada pelo Banco de Brasília (BRB) em sua sede há aproximadamente nove meses, com apoio da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, recebeu uma placa de reconhecimento do Ministério da Saúde, nesta sexta-feira (6). 

Segundo a coordenadora dos Bancos de Leite do Distrito Federal, Miriam Santos, desde 2012 a SES vem atuando junto ao Ministério da Saúde para incentivar a implantação de espaços de amamentação nas empresas. No caso do BRB, a SES forneceu orientações sobre como montar o local, sob o aspecto logístico, além de oferecer cartilhas com informações que estão disponíveis no local para as mães. A sala de amamentação é o nono espaço entre vários ramos no DF e a primeira com perfil financeiro do Centro-Oeste reconhecida pelo órgão federal por oferecer um espaço apropriado às mães lactantes. 

A sala possui poltrona, refrigerador para armazenar o leite coletado, além de pia para lavar as mãos e potes vazios. “Precisamos proporcionar o apoio às mulheres na decisão de trabalhar e de exercer a função que a natureza permitiu, que é a de ser mãe”, disse a coordenadora. 

O presidente da instituição financeira, Vasco Gonçalves,  lembrou que o BRB também foi uma das primeiras empresas a estender a licença maternidade. “Agora, estamos oferecendo com essa sala de amamentação um ambiente seguro, aconchegante, para as mamães que precisam alimentar seus bebês”, complementou.

Juliana Furtada Silva, gerente de projetos do banco, está no quarto mês de gestação de um menino, que já tem nome definido: Pietro. Para ela, saber que a empresa tem essa preocupação com as mães é confortante.

“O BRB já tem um programa de redução de carga horária em uma hora para as mães amamentarem melhor os seus filhos até o primeiro ano de idade, que já é um grande ganho”, comentou a empregada. “Com a sala de amamentação, vamos ganha muito mais. É aconchegante saber que alguém pode trazer o bebê para ser amamentado ou que você pode retirar o leite e guardar para alimentá-lo depois”, complementou.