Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/05/17 às 19h47 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Dia D contra a Influenza pretende imunizar 30% do público alvo

COMPARTILHAR

Durante este sábado (13), 143 pontos de vacinação estarão abertos

BRASÍLIA (12/5/17) – A Secretaria de Saúde do Distrito Federal participa, neste sábado (13), do Dia D de Mobilização Nacional de Vacinação contra a Influenza. A meta é imunizar, somente nesta data, 30% do público alvo, o que corresponde a cerca de 200 mil pessoas. Ao todo, 143 pontos de vacinação estarão disponíveis, das 8h às 17h.

“Devem procurar os pontos de vacinação as crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, maiores de 60 anos, mulheres que tiveram filho até 45 dias, profissionais de saúde, povos indígenas, gestantes, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas. A novidade deste ano é que também serão imunizados professores das redes pública e privada”, elencou o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.

Para a subsecretária de Vigilância à Saúde, Gessyane Paulino, a mobilização no sábado é importante para dar possibilidade às pessoas que, por qualquer razão, não consigam comparecer a uma sala de imunização. “Além das 107 salas de vacina, teremos 36 pontos volantes, que vão a determinadas regiões fazer a vacinação, como, por exemplo, em áreas rurais”, diz.

A campanha vai até 26 de maio. A expectativa é vacinar 90% do público alvo, o que corresponde a 687.155 pessoas. Até esta sexta-feira (12), 38% desta população havia sido imunizada. Pessoas acamadas acima de 60 anos de idade que não puderem se deslocar até um local de vacinação poderão solicitar vacina em domicílio pelo Disque-Saúde 160. “Nós já recebemos 636 mil doses da vacina, enviadas pelo Ministério da Saúde, de um total de 700 mil que devemos receber”, esclarece Fonseca, lembrando que a secretaria também atenderá a população privada de liberdade.

PROFESSORES – Essa é a primeira vez que há essa parceria entre as secretarias de Educação e Saúde para imunizar professores. “Somente na rede pública temos cerca de 26 mil professores que têm contato direto com 460 mil estudantes. Então, a imunização é uma maneira de evitar a propagação do vírus”, observa o secretário adjunto de Educação, Clóvis Sabino.

Com o objetivo de conscientizar estudantes e tirar o medo da vacina, as duas secretarias farão uma ação conjunta em escolas por todo o DF, no dia 23 de maio. “Na próxima semana, divulgaremos a lista de quais escolas serão contempladas”, adiantou o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.

NÚMEROS – Até essa quinta-feira (11), foram notificados 262 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Em 2016, nesse mesmo período, foram notificados 305 casos de SRAG.

Neste ano, foram confirmadas duas mortes pelo vírus respiratório Influenza A H3. Em 2016, nesse mesmo período, ocorreram 12 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grava (SRAG), sendo que 10 deles estavam relacionados ao Influenza A H1N1. Não há registro de H1N1 no DF em 2017.

“Houve diminuição de casos em razão da imunização. Por isso, é tão importante que as pessoas procurem as salas de vacina durante o período da campanha”, ressaltou Humberto Fonseca. Ele lembra, ainda, que a vacina não causa a doença. “Ela não é feita com o vírus. Sendo assim, não há riscos. A gente só pede que pessoas do público alvo que estejam febris apenas esperem este quadro passar para receberem a vacina”, finalizou o secretário de Saúde.

Confira fotos aqui.