Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/10/19 às 14h42 - Atualizado em 19/10/19 às 14h46

Dia D de vacinação tem 63 postos abertos neste sábado (19)

COMPARTILHAR

Doses da Tríplice viral serão administradas até às 17 horas

 

Crianças na faixa etária de seis meses e menores de cinco anos que ainda não tomaram a dose da Tríplice viral poderão ser vacinadas, neste sábado (19), em um dos 63 locais disponibilizados pela Secretaria de Saúde. O insumo protege contra o sarampo, caxumba e rubéola e estará disponível, neste Dia D, até às 17h.

 

“O Distrito Federal está com uma cobertura geral da Tríplice viral de 87% e, neste Dia D, temos a expectativa de aumentar bastante esse percentual. É  importante que a população busque uma unidade de saúde para se informar e vacinar. Assim, mantemos todos protegidos”, ressaltou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, durante abertura oficial do Dia D.

 

A campanha, realizada nacionalmente, é destinada à atualização dos cartões de vacina. O objetivo é aumentar a cobertura e proteger a população – em especial os bebês menores de um ano, público de maior vulnerabilidade. A eles é administrada a dose zero, que não substitui a vacinação da tríplice aos 12 meses de idade (1ª dose) e aos 15 meses (2ª dose).

 

Ressaltando a importância da vacinação, o servidor público Luciano Roman, 41 anos, levou o filho Igor, logo cedo, à Policlínica do Lago Sul para tomar a dose zero. “Ele está completando seis meses hoje e achamos fundamental trazê-lo para vacinar. É importante para a saúde dele e para tirarmos esse estigma que a vacina estava ganhando, com pessoas contra ela. Vacinar é muito importante”, destaca.

 

De acordo com dados parciais da Secretaria de Saúde, apenas 35,6% das crianças que compareceram às unidades básicas de saúde precisaram ser vacinadas. O percentual, segundo análise da Gerência da Imunização da pasta, reflete um cenário em que a maior parte do público-alvo foi vacinada.

 

Uma dessas crianças que compareceram a uma unidade de saúde para atualizar o cartão de vacinação foi a Alice Matos, de 4 anos. A pequena já havia tomado a Tríplice viral, e não recebeu nova dose. No entanto, precisou atualizar o histórico vacinal contra Poliomielite, Varicela e a DTPA.

 

“Hoje é um dia importante para trazer as crianças para vacinar. Como tem agulha, dá um sentimento de dó, mas sabemos que é importante para a saúde deles”, frisa a advogada Fernanda Matos.

 

DOENÇA – O sarampo é uma doença viral aguda de alta transmissibilidade. É suspeito de ter a patologia todo indivíduo que apresenta febre alta acima de 38,5ºC e manchas avermelhadas pelo corpo, acompanhadas de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e da situação vacinal.

 

No Distrito Federal, há 162 casos suspeitos notificados, 43 em investigação e três foram confirmados.

 

CAMPANHA – Os pais ou responsáveis pelas crianças-alvo desta etapa de vacinação que não puderem comparecer a uma das salas de vacina neste Dia D têm até o dia 25 de outubro para procurar uma unidade básica de saúde da rede, data em que se encerra a primeira etapa da campanha.

 

A segunda etapa acontecerá entre os dias 18 e 30 de novembro e terá como público-alvo os adultos jovens com idade entre 20 e 29 anos. O Dia D desta fase está marcado para 30 de novembro.

 

Clique aqui e confira mais imagens do Dia D

 

Fábio Magalhães, da Agência Saúde

Fotos: Mariana Raphael/Saúde-DF