Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/03/14 às 19h16 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Paranoá se torna referência em diversos serviços

COMPARTILHAR

Em três anos a Saúde investiu no atendimento à comunidade

Nos últimos três anos, diversas ações foram adotadas pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) para melhorar o atendimento à população do Paranoá. Os investimentos realizados têm como finalidade aprimorar os serviços no Hospital Regional do Paranoá (HRPA) e nos demais pontos de atenção à saúde dessa Região Administrativa. Atualmente o HRPa está 100% informatizado e todo atendimento ao paciente é feito por meio do Prontuário Eletrônico. Outro avanço foi a ampliação do Centro Cirúrgico que, anteriormente, contava com apenas duas salas. Foram abertas mais duas e adquiridas três novas mesas cirúrgicas, chegando a triplicar o número de cirurgias por semana.

“Além disso, aumentamos o número de leitos na UTI (de 8 para 10) e na Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais (de 12 para 15)”, complementa o coordenador-geral de saúde do Paranoá, Rommel Costa. O coordenador também destaca a reorganização dos fluxos de atendimento e a reestruturação do espaço para marcação de consultas do Ambulatório. “Antes as consultas eram marcadas com os pacientes em pé e esperando por horas, além disso, eram agendadas para o mesmo horário, fazendo com que eles chegassem mais cedo e tivessem que esperar até o final do expediente. Com as consultas marcadas por horários, o atendimento foi otimizado, proporcionando mais conforto para os que aguardam”, afirma. Rommel comenta ainda a chegada de mais de 250 servidores para a Regional. “Esses novos profissionais é um importante reforço para a qualidade do atendimento”, diz.

O hospital conta com serviços de raio-X, ultrassonografia e tomografia. Esse último apresenta produtividade triplicada desde o ano de 2012, quando o HRPa realizava 200 exames e hoje mais de 600 ao mês. O mamógrafo do HRPa estava parado desde 2008 e foi colocado novamente em funcionamento em 2012. Nesses três anos da atual gestão, a emergência também foi beneficiada. “Além de diversas reformas, anteriormente, os pacientes não tinham privacidade na internação do pronto-socorro. Com o intuito proporcionar um atendimento mais humanizado, instalamos divisórias entre os leitos e agora estão sendo instaladas em todos os leitos de internação”, diz.

Referência

A Regional do Paranoá tornou-se referência em diversas subespecialidades ortopédicas. Em fevereiro desse ano, a SES/DF lançou o Programa de Prevenção de Refraturas (Previrefrat) em Idosos no HRPa e reforçou a “linha de cuidado” desse paciente na Regional. Para atender essa demanda, instalou o aparelho de densitometria óssea a fim de diagnosticar a osteoporose e promover a prevenção da refratura. O programa, inédito no DF, coloca a capital como a segunda unidade da federação que realiza este tipo de prevenção. O pioneiro é o estado do Rio de Janeiro, no Hospital Federal de Ipanema.

Também merece destaque o Serviço de Coluna do HRPa, inaugurado em janeiro de 2013. Somente neste ano foram realizadas 211 cirurgias de trauma de coluna vertebral – certamente uma das maiores estatísticas do Brasil – que é um procedimento de alta complexidade e custo, além da gravidade e possibilidade de sequelas incapacitantes. Além disso, o HRPa é a referência no DF em cirurgia de mão, outro procedimento considerado de alta complexidade. O coordenador Rommel enfatiza ainda a criação do PAESO (Pronto-Atendimento de Especialidades Ortopédicas), que funciona como “porta aberta”, bastando o paciente procurar a emergência no dia específico da especialidade.

Unidades de Saúde

A SES/DF realizou diversas melhorias nos dois centros de saúde da Regional do Paranoá. No Centro de Saúde nº1, foi implantado o Prontuário Eletrônico, o terceiro turno de atendimento até às 22h e inaugurada a Farmácia de Psicotrópicos. Outro ganho foi a abertura da sala de Acolhimento ao Adulto, sala de Acolhimento à gestante – conforme as diretrizes do programa Rede Cegonha – e a criação de sala específica para acolhimento aos idosos. Além disso, ampliou o horário de atendimento ao público para marcação de consultas de especialidades (manhã e tarde), aumentou a oferta de consultas de crescimento e desenvolvimento para crianças com até dois anos. A sala de medicação foi expandida e foram abertos mais dois consultórios de clínica médica.

No Centro de Saúde do Itapoã, foram instalados o sistema de marcação de consultas, linhas telefônicas e pontos de internet, além da abertura do posto de coleta. Outras melhorias realizadas foram as reformas na unidade, contratação de pessoal, aquisição de equipamentos e mobiliários. Também se destacam as ações que contribuíram com o Programa Bolsa Família, bem como a adesão à Rede Cegonha, com o intuito de otimizar o acesso e a assistência à gestante.

No final de 2011, foi inaugurado o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-ad) no Itapoã. Essa unidade apresenta significativos resultados na atenção aos pacientes usuários de álcool e outras drogas, o que transformou o serviço em referência na região.

Por Patrícia Kavamoto, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226