Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/12/17 às 18h01 - Atualizado em 8/07/18 às 9h13

Atendimento Emergencial

A Rede de Urgência e Emergência no DF é prestada em diversos pontos da cidade pelos hospitais, unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Serviço de Assistência Móvel de Urgência (SAMU). Os atendimentos são diversos e contempla inclusive pacientes psiquiátricos. O atendimento emergencial é realizado 24h. No entanto, é importante lembrar que o fluxo de encaminhamento dos pacientes em situação de emergência é feito pelo complexo regulador do DF a partir dos chamados realizados por meio do Corpo de Bombeiros (190) e SAMU 192 DF, como também pelas unidades básicas de Saúde. É importante lembrar que, de acordo com levantamento feito pela SES/DF, 70% dos atendimentos das emergências são de pacientes classificados como verdes. Ou seja, pacientes que são da atenção primária à Saúde (atenção básica). Portanto, com a reorganização da atenção primária, desde o final de 2017, a SES/DF estabeleceu o novo fluxo das emergências. O protocolo, instituído pela Portaria n° 386, de julho de 2017, que reorganiza os procedimentos dentro do pronto-socorro, entrou em vigor em 3 de novembro. As alterações na forma de acesso aos prontos-socorros são mais um passo na reestruturação da rede pública de saúde, com o fortalecimento da atenção primária. Entenda:

 

 


Requisitos para consulta: não há.

Documentos necessários para atendimento: Se possível, a carteira de identidade. Caso o cidadão não tenha, isso não é um impeditivo para atendimento.

Prestação do serviço: livre demanda.

Principais serviços:

Clínica Médica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Ortopedia, Cirurgia Geral, Ortopedia e Oftalmologia.

Prioridade de atendimento: O atendimento nas unidades emergenciais do Distrito Federal segue o Protocolo de Manchester, que classifica o risco e gravidade da situação (Vermelho, Laranja, Amarelo, Verde e Azul). Mesmo gestantes e os extremos de idade que são considerados fatores de agravos a saúde, crianças com idade inferior a 6 meses, passam pela classificação e dentro da sua comorbidade, têm prioridade de atendimento.

 

Os atendimentos das emergências da SES/DF são preconizados pelo Protocolo de Manchester. Entenda as cores contidas em sua classificação de risco: 

  • Vermelha – Emergência – Risco de perder a vida – Atendimento imediato;
  • Laranja – Muito urgente – Risco de perda de função de órgãos – Atendimento em até 10 minutos;
  • Amarelo – Urgente – Condição que pode se agravar sem atendimento – Atendimento em até 60 minutos;
  • Verde – Pouco Urgente – Baixo risco de agravo à saúde – Atendimento em até 120 minutos;
  • Azul – Não urgente – Sem risco. Encaminhamento à Unidade de Saúde de referência – Atendimento em até 240 minutos;

Horário de atendimento: 24h


 

CIEVS – Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde

Funcionamento 24h