Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/07/15 às 21h43 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Especialista em orçamento público será novo secretário de Saúde

COMPARTILHAR

Fábio Gondim foi anunciado para assumir a pasta, ao lado da médica Eliene Berg

BRASÍLIA (23/7/15) – O novo secretário de Saúde do Distrito Federal foi anunciado, nesta quinta-feira (23), pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg. O servidor público, consultor do Senado, Fábio Gondim, assumirá o cargo no lugar de João Batista de Sousa, que pediu demissão na tarde de ontem. A médica Eliene Berg, que até então era coordenadora geral de saúde de Taguatinga, assumirá a pasta como secretária adjunta.

“Coloquei para essa dupla três missões: melhorar os processos administrativos; promover a descentralização, decisão tomada na Conferência de Saúde do DF, para dar mais autonomia às regionais; e ampliar, de forma expressiva, a atenção primária”, elencou o governador Rodrigo Rollemberg.

Após receber as boas-vindas, Fábio Gondim disse que o convite para a missão, em um primeiro momento, não foi da forma mais tranquila. “Mas ao conhecer a equipe que o doutor João Batista está deixando, tenho a certeza que vamos vivenciar mudanças das quais poderemos nos orgulhar ao final da empreitada”, observou.

Para Eliene Berg, com o esforço de todos e considerando a necessidade da população de uma saúde melhor, será mais fácil alcançar os objetivos. “Recebi a missão com surpresa. Não será a mais fácil, mas se a oportunidade nos foi dada, devemos aproveitar”, frisou.

RECONHECIMENTO – Antes de apresentar o novo secretário, Rollemberg agradeceu pelos trabalhos de João Batista e de toda a equipe da Secretaria de Saúde. “O gesto do doutor João Batista, de aceitar ser secretário a três dias da posse, foi de coragem, de compromisso com a cidade, com o SUS e com os usuários”, frisou o governador, lembrando-se das dificuldades superadas desde o início da gestão.

“Todos se lembram da situação que recebemos a Saúde do DF, desabastecida, com 101 leitos fechados, com horas extras e 13º salário de servidores atrasados. Este foi o panorama encontrado por João Batista”, destacou o governador, já apontando as mudanças feitas em sete meses. “Hoje estamos com processo de compra de 100% dos medicamentos. A rede está 90% abastecida. Também temos um dos menores índices de dengue do País”, frisou.