Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/06/19 às 15h19 - Atualizado em 18/06/19 às 15h35

Estrutural e Varjão transferem atendimento das tendas para as UBS

COMPARTILHAR

O motivo é queda na procura por pessoas com suspeita de dengue

 

A assistência à saúde oferecida nas tendas de hidratação, instaladas na Cidade Estrutural e no Varjão, será transferida para as Unidades Básicas de Saúde dessas localidades a partir desta quarta-feira (19). O remanejamento leva em consideração a expressiva queda na procura por atendimento, demanda que já pode ser absorvida pelas unidades locais. Com isso, as tendas dessas regiões serão desmontadas.

 

“Os moradores do Varjão que precisarem de atendimento, no final de semana,  deverão procurar a tenda do Itapoã, e os da Estrutural, a tenda do Guará”, orienta o subsecretário de Atenção Integral à Saúde, Ricardo Ramos.

 

A baixa no número de atendimentos, nessas duas unidades, pode ser justificada pelos dados do último boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Saúde nesta segunda-feira (17). A incidência mensal de casos prováveis de dengue, na Estrutural, caiu de 194,89 em abril, para 2,87 em junho, para cada grupo de 100 mil habitantes. No Varjão, a queda foi ainda mais expressiva: de 1.195,40 em abril, para 18,39 em junho por 100 mil habitantes.

 

Essa queda pode ser observada em todas as outras regiões, mesmo ainda estando na primeira quinzena do mês de junho. A aproximação do inverno, com temperaturas matinais despencando, combinadas com a estiagem, pode ser um forte componente para a redução da capacidade de transmissão de dengue nas próximas semanas.

 

NÚMEROS – Outras oito tendas de hidratação seguem em funcionamento, a princípio, até 30 de junho. “Se observamos que alguma delas apresentou queda no atendimento, poderemos suspender as atividades também, como está sendo feito na Estrutural e no Varjão”, explica Ramos.

 

Desde 25 de maio, quando foram instaladas as primeiras tendas, até segunda-feira (17), foram feitos 26.841 atendimentos, dos quais 18.806 foram casos suspeitos de dengue. Foram feitas 5.458 hidratações e 521 remoções.

 

Além dos profissionais da Secretaria de Saúde, médicos dos Bombeiros, da Polícia Militar, da Aeronáutica e da Marinha auxiliam no atendimento aos pacientes em cinco das dez tendas de hidratação.

 

BOLETIM – Até a Semana Epidemiológica 23/2019, foram notificados 31.122 casos de dengue, dos quais 30.200 (97,0%) são em residentes do Distrito Federal. Desses registros, 27.184 (90,0%) estavam classificados como casos prováveis de dengue, proporcionando um coeficiente de incidência geral no DF, acumulado em 2019, de 876,56 casos por 100 mil habitantes.

 

A Região de Saúde Norte segue como o maior número do DF, com 5.742 (21,1%) casos prováveis. Em seguida, vêm as regiões Leste, com 5.303 (19,5%) casos prováveis, e Sudoeste, com 4.398 (18,3%) casos prováveis.

 

Até agora, houve 29 óbitos, 41 casos graves que sobreviveram e 552 casos de dengue com sinais de alarme.

 

Confira os endereços de cada tenda:

Guará – UBS 1 – QE 6, lote C – Área Especial S/N, Guará I

Itapoã – UBS 1 – quadra 378, Área Especial, Del Lago

Planaltina – Estacionamento do Hospital Regional de Planaltina (HRPL)

Sobradinho 2 – UBS 2 – rodovia 420, Setor de Mansões N01

Samambaia – Estacionamento do Hospital Regional de Samambaia (HRSam)

Ceilândia – UPA – QNN 27, Área Especial D

São Sebastião – UPA – quadra 102, conjunto 1, lote 1

Brazlândia – Estacionamento do Hospital Regional de Brazlândia (HRBz)

 

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF