Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/09/19 às 10h23 - Atualizado em 17/09/19 às 10h23

Farmácias de Alto Custo na Asa Sul e Ceilândia passam por manutenção

COMPARTILHAR

Na primeira, banheiros foram revitalizados; na segunda, intervenções continuam

 

Os usuários que buscam atendimento nas farmácias do Componente Especializado, mais conhecidas como de Alto Custo, têm à disposição espaços já revitalizados na Asa Sul e, em breve, na Ceilândia. Os locais estão passando, desde agosto, por intervenções graças ao contrato de manutenção predial que beneficiou toda a rede pública de saúde do Distrito Federal.

 

Na estação do Metrô da 102 Sul, após meses com apenas um banheiro em funcionamento, a Farmácia de Alto Custo conta, agora, com quatro unidades disponíveis à população. São dois masculinos e dois femininos, sendo dois deles destinados a pessoas com deficiência. Foram trocadas torneiras, sifões, lâmpadas, mictórios e vasos sanitários estragados, faltando apenas concluir manutenções pontuais nos azulejos.

 

Já na farmácia da Ceilândia, o bloco A,  tem passado por uma intensa revitalização em sua infraestrutura. Todo o piso antigo será trocado por porcelanato, as paredes estão sendo pintadas e a quantidade de guichês será ampliada. As divisórias serão redistribuídas para criar setores que melhorem o fluxo de dispensação de medicamentos.

 

O forro do teto será substituído, assim como parte do sistema elétrico, para receber as novas lâmpadas de LED mais econômicas e que esquentam menos. Está em estudo, ainda, a troca dos ares-condicionados por aparelhos mais potentes para reforçar a climatização do bloco e melhorar o ambiente para servidores e usuários.

 

MELHORIAS – Segundo a gerente do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica, Priscila Torres, o objetivo é aprimorar o fluxo de atendimento e reorganizar o espaço para contemplar a demanda crescente de novos usuários. “Queremos melhorar o serviço como um todo, com mais guichês, mais salas de atendimento farmacêutico e mais celeridade e segurança na entrega dos medicamentos”, comentou.

 

Enquanto as manutenções ocorrem no bloco A, todo o serviço foi transferido, temporariamente, para o bloco C. O atendimento continua normalmente. Durante as revitalizações, há servidores orientando todos aqueles que buscarem a farmácia para retirar medicamentos de alto custo.

 

A previsão é de que as intervenções sejam concluídas em outubro no bloco A, para, então, começar no bloco C. A Farmácia de Alto Custo, localizada na EQNM 18/20, na Praça do Cidadão de Ceilândia, atende a cerca de 2,5 mil pacientes por semana.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde