Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/07/17 às 11h17 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Gama tem 90,92% de cobertura de Saúde da Família

COMPARTILHAR

São 142 mil pessoas atendidas pelo novo modelo de atenção primária

BRASÍLIA (17/7/17) – Uma das regiões administrativas mais adiantadas no processo de mudança da atenção primária no DF, o Gama alcança 90,92% de cobertura das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF). O índice representa 142,5 mil pessoas acompanhadas de um total de 156 mil moradores. De acordo com a diretora de Atenção Primária da Região Sul (Gama e Santa Maria), Ana Flávia Saraiva, em novembro de 2016 a cobertura era de 76%.

“No primeiro semestre de 2017, esse número ampliou com a chegada de seis equipes de ESF. Agora, a população conta com 38 equipes, sendo que sete dessas ainda devem receber médicos em breve para se tornarem consistidas”, esclareceu Ana Flávia. Segundo ela, o Gama possui 15 Unidades Básica de Saúde e mais duas equipes que atuam no presídio feminino Colmeia.

Na UBS 3 da Entrequadra 3/5, responsável por aproximadamente 20 mil moradores do setores Leste e de Indústria da região administrativa, as cinco equipes são compostas por médicos, enfermeiro e dois técnicos de enfermagem, além dos agentes comunitários de saúde – responsáveis pelas visitas domiciliares e principal elo da comunidade com a UBS e as equipes. A gerente da UBS, Hercilene Hozana de Oliveira, explica que a estrutura funciona das 7h às 18h, com consultas agendadas e atendimento de urgência para quem chega sem marcação.

“Em junho, os médicos da família realizaram 1.288 consultas, sendo 271 de urgência. Os enfermeiros também fazem consultas e a média mensal de atendimentos desses profissionais chega a 1 mil por mês”, contabilizou a gestora. Ela conta que a unidade oferece vacinação, farmácia, coleta, marcação de exames como Papanicolau, hemograma, fezes, urina e testes rápidos de HIV, sífilis, hepatite e gravidez.

GRUPOS – Na unidade, as equipes de ESF também promovem atividades em grupos para acompanhar hipertensos e diabéticos, gestantes, idosos, e também para orientar a população em planejamento familiar, assistente social, nutrição e ginástica.

Maria de Fátima Nascimento Rodrigues, 64 anos, é moradora do Gama. A aposentada é acompanhada há mais de 30 anos pela UBS e, agora, participa do grupo de diabetes. “Descobri que tenho essa doença e, por isso, comecei a participar da atividade para me cuidar melhor. Além de participar do grupo, faço consultas. O atendimento aqui é muito bom”, disse.

“Em uma consulta, atendemos o paciente e ele vai embora para casa, mas não sabemos se ele vai fazer o tratamento correto e mudar os hábitos para reduzir o impacto da doença. Com o atendimento coletivo, explicamos para eles quais são suas responsabilidades e o que devem fazer para evitar o agravamento da enfermidade”, explicou a médica da família e comunidade, Maria Hilda Cavalcante, há 12 anos na especialidade.

Ela explica que a ESF promove o cuidado integral do paciente e da sua família. “Nós criamos um vínculo com o paciente, porque o médico que faz o pré-natal da gestante é o mesmo que acompanha o crescimento e desenvolvimento do bebê até a fase adulta. Criamos uma relação com a família do paciente. Quando separamos o atendimento entre ginecologia, clínica médica e pediatria, estamos prejudicando essa relação”, finalizou a médica.

Confira aqui a galeria de fotos.