Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/12/20 às 9h10 - Atualizado em 4/01/21 às 16h03

GDF encerra 2020 com a convocação de mais 34 profissionais de saúde

COMPARTILHAR

Nomeações ocorrem em substituição de vacâncias e reforçam o combate à Covid-19

 

JOHNNY BRAGA

 

Convocados têm até 30 dias para tomar posse da nomeação – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

A Secretaria de Saúde convocou, nesta quinta-feira (31), pelo Diário Oficial do DF, 34 novos servidores para atuar na pasta. Esse é o último chamamento de profissionais no ano de 2020 para atuar na rede pública de saúde. Os convocados foram aprovados no concurso de 2018 e irão substituir as vacâncias. Eles devem se apresentar, em até 30 dias, no Núcleo de Admissão e Movimentação da pasta para tomar posse da nomeação.

 

Foram nomeados cinco médicos intensivistas, dois enfermeiros de família e comunidade, 25 técnicos de hematologia e hemoterapia e dois administradores. Eles serão lotados nas unidades que mais precisam desses serviços.

 

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, disse que a convocação desses profissionais “é mais um reforço no combate ao novo coronavírus e, ao mesmo tempo, demonstra a preocupação do governo em valorizar os servidores públicos e o trabalho tão importante que eles fazem num ano tão difícil para toda a população”. Okumoto elogiou a atuação da Subsecretaria de Gestão de Pessoas, que esteve à frente desse processo “com muito carinho e dedicação plena”.

 

“Estamos fechando o ano atendendo a determinação do Governador Ibaneis e do secretário Osnei, que é priorizar o reforço na rede com a contratação dos novos servidores”, afirma a subsecretária de Gestão de Pessoas (Sugep), Silene Almeida.

 

A gestora explica que mesmo com as limitações impostas pela Lei Federal 173/20, que vedou medidas administrativas que tragam impacto na folha de pagamento, a Sugep tem envidado esforços contínuos para não deixar de usar as vacâncias.

 

“É imprescindível que usemos as vacâncias dentro do exercício em que elas ocorreram para que não haja impacto financeiro. Em 2021, continuaremos apurando as vacâncias ocorridas e nomeando dentro das vagas disponíveis”, destaca Silene Almeida.