Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/06/18 às 15h27 - Atualizado em 8/06/18 às 19h39

Gestores de saúde de Porto Alegre e de Teresina conhecem atenção primária do DF

COMPARTILHAR

Na visita, foram trocadas experiências sobre atenção primária – Foto: Mariana Raphael

 

Uma delegação de gestores de saúde de Porto Alegre (RS), de Teresina (PI), acompanhada por representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), visitou o Distrito Federal nesta quinta-feira (7).

 

A comitiva veio conhecer o modelo de Atenção Primária do Distrito Federal, especialmente, o Converte, iniciativa que promoveu a conversão do modelo tradicional de atendimento para a Estratégia Saúde da Família.

 

“Esse é um movimento que a Secretaria de Saúde do DF tem feito aqui e os demais participantes vieram para conhecer e trocar experiências de atenção primária que consideramos fortes para que eles possam replicá-las dentro de seus territórios”, explicou a consultora nacional da Opas para Sistemas de Serviços de Saúde, Iasmine Ventura, em reunião na sede da Secretaria de Saúde do DF.

 

O secretário adjunto de Saúde do DF, Daniel Seabra, destacou que gestores do Distrito Federal já estiveram em Porto Alegre e em Teresina.

 

“Agora, tivemos a oportunidade de apresentar o que estamos fazendo no DF, trocar experiência com esses municípios, que têm bons níveis de atenção primária, e ouvirmos comparações e críticas para aprimorar ainda mais a gestão no DF”.

 

Durante o encontro, a equipe do DF apresentou resultados com a cobertura atingida, que saltou de 27%, em 2015, para os atuais 66%. “Também mostramos como fazer a otimização de recursos humanos, aumentando a eficiência, sem aumento de custos”, citou Seabra.

 

“Acredito que esse é um dos pontos que chama atenção, já que o DF utilizou os recursos disponíveis e profissionais que atuavam na rede para fortalecer o modelo que sabemos mais efetivo no sistema público de saúde”, reforçou o secretário adjunto de Saúde de Porto Alegre, Pablo de Lannoy Sturmer.

 

No encontro, que também debateu a regulação de procedimentos, Sturmer explicou como esse sistema funciona na capital gaúcha. “No início deste ano, lançamos um software de regulação em internações hospitalares, que integra todos os dados dos hospitais em tempo real, o que facilita o direcionamento do paciente”, exemplificou.

 

Representante de Teresina e diretor de Atenção Básica do município, Francisco Pádua lembrou que o movimento de mudança da atenção primária naquele estado ocorre desde a década de 1990, o que permitiu à cidade chegar aos atuais 100%cobertura. “Aqui, no DF, o movimento do Converte traz agilidade para esses trâmites, que vieram todos com a utilização de portarias, instrumentos e mecanismos que facilitam a organização do serviço e ajudarão a aperfeiçoar nosso trabalho em Teresina”, finalizou.

 

A delegação visitará, ainda nesta tarde, a UBS 1, de Sobradinho II, a UBS Centro de Práticas Integrativas de Planaltina (Cerpis) e o Centro Especializado em Diabetes, Obesidade e Hipertensão (Cedoh).

 

Uma reunião com representantes de todos as unidades da Federação, amanhã (8), às 9h, na sede da Opas, encerrará o encontro.

 

TEXTO: Ailane Silva, da Agência Saúde