Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/02/14 às 11h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Guará aprova programa anual de Controle de Infecção

COMPARTILHAR

NCIH apresenta Procedimento Operacional Padrão

Foi aprovado, na primeira reunião da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Guará, o programa anual de infecção. Ele tem como objetivo principal diminuir a incidência das infecções relacionadas à assistência à saúde. Na ocasião, também foi apresentado o Procedimento Operacional Padrão do Núcleo de Controle de Injeção (NCIH/HRGU), disponibilizado aos setores de atendimento do hospital e Núcleo de Assistência Domiciliar.

Svetlânia Xavier, chefe do NCIH, destacou a importância de disponibilizar material para enriquecer o conhecimento dos profissionais em prevenção e controle das infecções. A preocupação é deixa-los com a informação disponível sempre que precisar. “Com esse trabalho estamos oferecendo mais um suporte de consulta para cada situação. Com essas orientações, eles poderão realizar seus planos assistenciais de forma segura”, declarou.

No material, o profissional poderá checar as atribuições do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar – NCIH, legislações pertinentes ao controle de infecção, classificação das IRAS, precauções padrão e precauções adicionais, higienização das mãos, equipamentos de proteção individual (EPI), cuidados na utilização de materiais perfurocortantes, cuidados com produtos para a saúde e equipamentos de assistência ao paciente, limpeza e desinfecção hospitalar, acomodação do paciente entre outras abordagens essenciais ao profissional de Saúde da unidade hospitalar.

Presente na reunião, a coordenadora da Regional de Saúde do Guará, Maroa Santiago, elogiou o trabalho e sugeriu que a equipe apresentasse à área competente da SES/DF para o que o modelo fosse adotado em outras unidades de Saúde. “Esse é um trabalho tão meticuloso e tão especial que pode ser tranquilamente abraçado pela gerência da área na SES e aplicados às unidades hospitalares. Está num nível técnico excelente, ilustrado, bem fundamentado e não deixa a desejar em nada”, afirmou.

O NCIH informou ainda sobre a importância da solicitação das culturas antes do início do ATB e o cumprimento das recomendações para uso de antimicrobianos em infecções de origem comunitária. Os profissionais presentes puderam esclarecer dúvidas sobre o recebimento de pacientes das UTIs de outros hospitais.

Érika Bragança