Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/20 às 21h03 - Atualizado em 7/05/20 às 16h56

Homenagem: guerreiros da saúde recebem cartas solidárias

COMPARTILHAR

Projeto da UnB homenageou e reconheceu a dedicação dos trabalhadores

 

Carinho, reconhecimento e gratidão. Esse foi o tom das cartas recebidas pelos profissionais da Secretaria de Saúde, verdadeiros “guerreiros da saúde” que atuam na linha de frente contra o coronavírus. Os elogios, escritos em poemas e textos pela comunidade acadêmica da Universidade de Brasília (UnB), fazem parte do projeto “Cartas Solidárias”. A iniciativa foi lançada, nesta terça-feira (5), no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência no atendimento a pacientes com a Covid-19.

 

“Atitudes assim mostram que a população entende o risco que corremos, as dificuldades que enfrentamos, tudo de que abrimos mão para estar aqui, cuidar do outro e servir. É uma forma de reconhecimento, que até então, não tínhamos”, contou a médica Fernanda Quirino, uma das agraciadas pela homenagem, feita no jardim do hospital.

 

Assim como a médica, que representou as equipes de saúde, também receberam cartas profissionais da vigilância, serviços gerais, nutrição, vigilância em saúde e comunicação. Cada um foi escolhido para representar as áreas atuantes durante a pandemia e que, dentro das suas especialidades, tem se empenhado para ajudar nesse momento.

 

As cartas, em sua maioria, têm manifestações de força e empatia para os profissionais. Frases como “o seu trabalho é essencial para as pessoas” e “sua presença e doação são luz e amparo em momentos de dor” marcaram servidores como a gerente de enfermagem do Hran, Cleide Crisóstomo.

 

Para ela, seu trabalho ser reconhecido pelas pessoas é um incentivo a mais para continuar se dedicando na luta contra o coronavírus. “Fiquei muito feliz e emocionada. É uma atitude linda, com palavras simples e verdadeiras. É muito gratificante receber esse tipo de atenção”, comentou.

 

PROJETO – A responsável pela entrega das cartas foi a professora de Terapia Ocupacional da UnB, Flávia Mazitelli. De acordo com a especialista, o projeto é mais uma das iniciativas da universidade voltada a amenizar os efeitos do isolamento social. O objetivo é reduzir os impactos da medida e prevenir qualquer transtorno entre os profissionais.

 

“Queremos não só fazer uma manifestação de solidariedade, como também é uma forma de a comunidade sentir que está participando desse momento, ainda que de casa. Esperamos ainda que traga um pouco de acalento aos profissionais nesse momento tão difícil”, afirmou a docente.

 

Assim que recebidas no e-mail da UnB, as cartas são entregues aos trabalhadores que atuam na linha de frente contra o coronavírus. A ideia é que as próximas sejam regularmente atualizadas e afixadas em um mural de fácil acesso aos profissionais do Hran.

 

Texto: Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki, da Agência Saúde

 

Homenagem: guerreiros da saúde recebem cartas solidárias