Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/11/13 às 16h28 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

Homeopatia é opção de tratamento na rede pública

COMPARTILHAR

Especialidade é oferecida à população há 10 anos em várias unidades da SES


Você sabia que a Secretaria de Saúde dispõe de 19 médicos homeopatas em diversas unidades da rede pública? Reconhecida como especialidade médica pela Secretaria de Saúde (SES) desde 2003, quando foi realizado o primeiro concurso público, a homeopatia vem se desenvolvendo e se tornando mais uma opção para a assistência à saúde dos brasilienses com bons resultados.

Em 2012 foram realizados cerca de 30 mil atendimentos na especialidade, em 14 unidades da SES. “Por falta de conhecimento muita gente ainda não confia nos tratamentos homeopáticos, mas trata-se de opção terapêutica com grande efetividade”, destaca a coordenadora de Homeopatia da SES, Maria de Fatima Della Côrte. “As agendas de todos os médicos homeopatas da rede estão lotadas e os pacientes satisfeitos com a assistência”, salienta.

A médica lembra que a Homeopatia (cujo dia é comemorado em 21 de novembro) é um instrumento da medicina que trata o indivíduo como um todo, de forma integral e não as queixas, isoladamente, como normalmente ocorre na medicina alopática ou convencional. Isso, entretanto, segundo ela, não impede que as duas áreas da medicina possam trabalhar em conjunto.

Como exemplo dessa parceria, a médica cita o trabalho desenvolvido pelo homeopata César Nascimento da Regional de Saúde da Asa Sul. O médico atende pacientes com HIV e Aids do hospital-dia da Unidade Mista da Asa Sul, com a finalidade de buscar o aumento da imunidade e a melhoria da qualidade de vida desses indivíduos.

Atualmente, 14 unidades da SES oferecem atendimento na especialidade. Os pacientes podem se consultar nos hospitais regionais da Ceilândia e da Asa Norte e em alguns centros de saúde da Asa Sul, Asa Norte, Lago Norte, Vila Planalto, Sobradinho, Planaltina, Gama, Paranoá e Taguatinga, além do Hospital de Apoio e nas Clinicas da Família do Riacho Fundo e Itapoã.

Propostas
Os 19 médicos da equipe de homeopatia da rede pública de saúde realizaram 30.293 atendimentos em 2012. Somente nos primeiros quatro meses deste ano foram feitos 9.266 atendimentos.

Desde que foi implantada na rede pública, em outubro de 2003, quando houve o primeiro concurso para médicos, a Homeopatia vem se desenvolvendo e conquistando mais espaços. Novos avanços, porém, são esperados pela equipe da SES. “Propomos a criação de um serviço de residência médica em homeopatia no Hospital da Asa Norte”, diz Fatima Della Côrte.

Outras propostas, segundo ela, são a implantação de um centro de referência para a especialidade no Centro de Saúde 13, da 114 Norte e a ampliação da equipe. “Ter pelo menos um homeopata em cada regional de saúde seria muito bom”, afirma a coordenadora.

Atenção integral
De acordo com a homeopatia, o indivíduo não tem apenas uma doença: ele carrega um desequilíbrio que se manifesta de diferentes formas ao longo da vida. Por esse motivo, o médico homeopata deve procurar identificar e tratar a origem do sofrimento.

A homeopatia é frequentemente indicada para problemas do trato gastrointestinal, ginecológicos, dermatológicos, respiratórios e infecções virais e bacterinas frequentes e doenças alérgicas. Além disso, pode oferecer tratamento para problemas emocionais como a depressão.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a sua prática como medicina alternativa e complementar. No Brasil, foi reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina em 1980 e é utilizada pelo Sistema Único de Saúde desde 2006.

Por Celi Gomes, Agência Saúde DF
Atendimento à Imprensa
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226