Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/08/20 às 15h41 - Atualizado em 31/08/20 às 17h52

Hospital de Campanha de Ceilândia tem 65% das obras concluídas

COMPARTILHAR

Previsão de término da construção é na segunda quinzena de setembro

 

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE DF

 

O Hospital de Campanha de Ceilândia está com as obras a todo vapor e já está tomando forma. Hoje, já são 65% das obras concluídas, e a previsão de entrega e conclusão da unidade é na segunda quinzena de setembro.

 

Unidade está sendo construída ao lado da UPA de Ceilândia – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

“Muita coisa já foi feita. Foi realizada a concretagem da laje neste final de semana, além disso, está sendo executada a alvenaria de vedação e infraestrutura para instalações elétricas e hidráulicas”, informa o subsecretário de Infraestrutura em Saúde, Sócrates Alves.

 

Obras do hospital que receberá pacientes com a Covid-19 seguem em ritmo acelerado – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

As próximas etapas que devem ser realizadas ao longo da semana são a execução da lage em Steel Deck (um tipo de laje mista de metal), paredes internas em Light steel framing, seguidas das instalações elétricas e hidráulicas.

 

Trabalhos estão a todo vapor para que a obra seja entregue no prazo previsto – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

A obra foi orçada em R$10,4 milhões e ocupará uma área de 22,9 mil metros quadrados. A ordem de serviço para iniciar a construção foi assinada no último dia 13 de julho e vai comportar 60 leitos, sendo 20 de suporte respiratório e 40 de enfermaria.

 

São 22,9 mil metros quadrados de estrutura construída – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

A princípio, o local irá atender somente pacientes acometidos pela Covid-19. Após a pandemia, a unidade irá se tornar o futuro Hospital Materno Infantil de Ceilândia.

 

Após a pandemia, unidade irá se tornar o Hospital Materno Infantil de Ceilândia – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

De acordo com o subsecretário, as paredes internas permitem adequações, assim, ao término da pandemia, a edificação poderá se tornar uma unidade de saúde para atendimento às necessidades da região. O novo hospital fica ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia, localizada na QNN 27, Área Especial D.

 

EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA

REVISÃO: JULIANA SAMPAIO