Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/08/13 às 15h33 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Hospital de Planaltina implanta classificação de risco

COMPARTILHAR

Protocolo de Manchester com validação científica

Identificação e atendimento mais rápidos de pacientes graves. Estas são algumas vantagens do Sistema Manchester de Classificação de Risco, que começou a funcionar, nesta quarta-feira (14), no Hospital de Planaltina. Foram instalados dois aparelhos para aplicar o novo método nos pacientes.

O Sistema de Triagem de Manchester é um protocolo com validação científica que confere classificação de risco para os pacientes que buscam atendimento em uma unidade de pronto-atendimento. 

O processo de triagem se dá com a abertura de ficha no setor. Após isto, o paciente é direcionado para a sala de triagem. O enfermeiro identifica a queixa principal e por meio dela associa um fluxograma de Manchester a ser aplicado. “Baseado nas respostas do paciente é atribuída uma prioridade clinica associada a uma cor. São elas vermelho (emergência), laranja (muito urgente), amarelo (urgente), verde (pouco urgente) e azul (não urgente)”, explica o coordenador da Política Nacional de Humanização do Hospital de Planaltina, Fábio Tomaz da Silva.

Atendimento

Para Fábio, o protocolo tem tudo para melhorar o atendimento. “Quem mais ganha com isso é o paciente”, explica.

Os enfermeiros e médicos foram treinados sobre o Sistema Manchester de Classificação de Risco para implantação do sistema.

 

Outras Unidades já contam com o serviço:

– Hospital de Base

 – HMIB

– Hospital de Taguatinga

– HRAN

– Hospital de Ceilândia