Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/06/20 às 12h01 - Atualizado em 23/06/20 às 12h02

Hospital de Santa Maria abriu 20 leitos de retaguarda para pacientes de Covid-19

COMPARTILHAR

Outros 25, totalizando 45, estão sendo montados. Vagas de internação vão otimizar em 50% o funcionamento dos leitos de UTI

 

MARA MOREIRA, DO IGES-DF

 

Foto: Davidyson Damasceno/Iges-Df

O Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) está ativando 45 leitos de retaguarda para receber pacientes com a Covid-19, sendo que os 20 primeiros já estão em funcionamento. Nesta segunda-feira, 22, o diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), Sergio Costa, verificou as adequações que estão sendo realizadas no hospital para abrir as novas vagas.

 

Segundo ele, “esses novos leitos equipados com suporte de oxigênio vão permitir a otimização das UTIs, pois, os pacientes farão a recuperação nessas novas áreas, cumprindo exigência do Ministério da Saúde de que o paciente fique mais 72 horas se recuperando no hospital, depois que sai da UTI”.

 

Acompanhado do Superintendente do HRSM, Olavo Müller, e do Superintendente Operacional, Ubiraci Nogueira, o diretor-presidente também visitou os espaços e as mudanças de fluxo necessárias para receber os novos leitos. Sergio Costa ressaltou que “essa é mais uma entre tantas melhorias que o instituto está realizando para humanizar e tornar o atendimento mais eficiente neste momento de grave crise vivida com a pandemia”.

 

Para Olavo Müller “os 20 leitos no quarto andar que já estão funcionando e 25 leitos no terceiro andar otimizam em mais de 50% a UTI, pois é possível, com os leitos de retaguarda os pacientes serem liberados e aguardarem a alta com segurança”.

 

NOVAS REFORMAS – O Hospital Regional de Santa Maria está recebendo várias melhorias. Uma reforma completa na entrada do pronto socorro está em andamento, com barreira visual, preservando o paciente com suspeita de Covid-19, bem como servir de proteção a colaboradores e pacientes na hora da triagem.

 

O Heliponto recebeu nova pintura de identificação, foram trocadas todas as lâmpadas de iluminação para pouso e decolagem noturna. A biruta foi completamente restaurada.