Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/08/16 às 21h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h15

Jornada de Saúde Mental Infanto-Juvenil apresenta novo modelo assistencial

COMPARTILHAR

Residências agora vão contemplar sete áreas de formação profissional

BRASÍLIA (15/08/16) – Com a realização da I Jornada da Residência Multiprofissional em Saúde Mental Infanto-juvenil, de 15 a 17 de agosto, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) está divulgando para estudantes e profissionais do setor a reestruturação do modelo de assistência nessa área, que já na primeira turma de 2016 vai contemplar vai contemplar 15 residentes em sete categorias de atuação.

A mudança no sistema de atenção foi estabelecida a partir da criação de um programa com foco multiprofissional, em 2015, que ampliou o processo de formação de residentes – antes exclusivo aos profissionais médicos – para contemplar áreas como nutrição, enfermagem, psicologia, farmácia, serviço social e terapia ocupacional.

“O atendimento à saúde, principalmente em uma área tão complexa como o campo mental infanto-juvenil, não pode ficar apenas sob a responsabilidade de uma categoria profissional. Tínhamos um sistema de residências uniprofissionais em vigor há trinta anos, o que conferia uma assistência fragmentada ao paciente, com claros prejuízos à evolução do seu estado”, relata a chefe do Núcleo de Residência da Escola Superior de Ciências da Saúde/Fepecs, Vanessa Campos.

Os 15 novos alunos da residência multiprofissional atuarão diretamente junto aos Centros de Assistência Psicossocial I (CAPS I) e de Atenção Médico-Psicopedagógica (Compp). Vanessa Campos acredita que com a visão interdisciplinar haverá uma melhoria gradativa na qualidade da assistência à saúde mental, especialmente no público infanto-juvenil que, “se tiver diagnóstico precoce e o atendimento adequado no aspecto pessoal e familiar, poderá desfrutar de melhor qualidade de vida”.