Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/06/19 às 8h52 - Atualizado em 6/06/19 às 16h13

Jovens em situação de vulnerabilidade aprendem a cultivar alimentos saudáveis

COMPARTILHAR

 

 

O projeto ‘Verde é saúde’ tem horta e pomar na UBS 9 de Samambaia

 

A fim de mostrar que plantar seu próprio alimento é possível, mesmo morando na cidade, servidores da Unidade Básica de Saúde (UBS) 9 de Samambaia criaram o projeto Verde é saúde. Com a ajuda da Emater, iniciaram uma horta para ensinar a comunidade a produzir alguns alimentos. Afinal, comer de maneira saudável e sustentável tem sido um daqueles temas necessários para quem quer manter a saúde através da alimentação e, ainda, cuidar do meio ambiente.

 

A horta requer cuidados, limpeza e manutenção. Para isso, atualmente, a unidade conta com a colaboração de dois grupos de estudantes de uma organização não governamental que atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. “É nessa hora que eles aprendem a plantar e a colher, valorizando o trabalho e o alimento que eles próprios cultivaram”, explicou um dos coordenadores do projeto, o enfermeiro Pedro Nunes de Oliveira Junior.

 

“Com a preocupação voltada também para o meio ambiente, além da saúde, nenhum tipo de agrotóxico é utilizado para a produção desses alimentos. Os canteiros são cercados por garrafas pet cheias de água, material reciclável que auxilia na contensão da terra”, informou Pedro.

 

CULTIVOS – O sucesso da horta inspirou o cultivo de um pomar. Foram plantados pés de acerola, manga, jabuticaba, mexerica, limão siciliano, laranjas e amora, que, em alguns meses, devem começar a dar os primeiros frutos. Também teve início, neste mês de maio, o plantio de plantas medicinais.

 

“Inicialmente, a ideia era incentivar os jovens a ter uma alimentação mais saudável, produzindo o seu próprio alimento. Agora, queremos trazer outros grupos da comunidade para dentro do projeto, como idosos, por exemplo”, contou, orgulhoso, o enfermeiro.

 

O pontapé inicial para o projeto foi dado pela então enfermeira supervisora da Gerência de Serviços da Atenção Primária nº 5 de Samambaia, Rúbia Márcia Carvalho, e pela médica Silmara Kirshner, ambas integrantes da Equipe de Saúde da Família 3, da UBS 9 de Samambaia, composta por sete servidores, todos colaboradores do projeto. Os cultivos são realizados no terreno da própria unidade.

 

 

Josiane Canterle, da Agência Saúde

Fotos: Mariana Raphael/Saúde-DF