Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/02/15 às 16h58 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Laboratório Central é referência para doenças como febre amarela e dengue

COMPARTILHAR

Análises clínicas e de composição também são realizadas na Unidade

BRASÍLIA (20/2/15) – O Distrito Federal conta com um laboratório de referência para diagnosticar uma série de doenças que podem causar endemias e epidemias, como a dengue, a febre amarela e o coqueluche. Trata-se do Laboratório Central (Lacen), vinculado à Secretaria de Saúde e atende a região Centro-Oeste e parte da Norte.

“Isso significa que a maior parte dos exames relacionados a essas doenças, tem diagnósticos advindos dessas regiões para serem confirmados no Laboratório Central. Com isso, a Unidade foi referenciada pelo Ministério da Saúde”, ressalta o subsecretário de Vigilância à Saúde, José Carlos Valença.

O Lacen conta com uma gerência de Controle de Qualidade de Produtos e Ambientes e outro de Biologia Médica. Segundo Valença, 300 profissionais atuam no laboratório. “Precisamos de mais gente para compor o quadro, entre químicos, físicos, farmacêuticos e bioquímicos, para fazer tudo o que é necessário”, observa o subsecretário.

Além de realizar exames laboratoriais para diagnóstico e controle de mais de 30 doenças transmissíveis, o Lacen também faz análises de composição, estado de conservação, possíveis fraudes e contaminações químicas microbiológicas e parasitológicas. Assim como analisa as informações constantes nos rótulos e embalagens de amostras de produtos alimentícios, medicamentos, cosméticos, material de higiene, desinfecção e limpeza, coletados nos estabelecimentos comerciais do DF pelos fiscais da Vigilância Sanitária.