Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/03/20 às 18h19 - Atualizado em 9/03/20 às 16h26

Mais cinco regiões receberão operação contra dengue neste sábado (7)

COMPARTILHAR

A ação terá 100 agentes de Vigilância Ambiental e 250 bombeiros

 

As regiões de Ceilândia, Sobradinho I, Recanto das Emas, Taguatinga e Guará receberão, neste sábado (7), mais uma operação de Dia D contra dengue para eliminar o mosquito Aedes aegypti. Ao todo, 100 agentes de Vigilância Ambiental e 250 militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal participarão das ações, que contarão com 25 viaturas. O ponto de concentração será a Administração Regional do Recanto das Emas, a partir das 8h.

 

Serão feitas inspeções domiciliares e comerciais, com tratamento biológico. A população será mobilizada no combate ao mosquito e receberá orientações sobre como evitar os focos do Aedes em suas residências.

A última operação foi realizada em 29 de fevereiro, nas regiões de Vicente Pires, Santa Maria, Gama, Estrutural e São Sebastião. Na ocasião, as equipes se empenharam em percorrer o maior número de casas, identificar focos e eliminá-los, além de orientar a população.

 

A Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) da Secretaria de Saúde também executa um trabalho constante de visita às residências e locais com prováveis focos do Aedes aegypti, trabalhando com manejos ambientais, aplicação de fumacê e educação ambiental.

 

As ações são promovidas pela Sala Distrital de Combate à Dengue, que já utilizou drones para verificação de terrenos com edificações fechadas ou abandonadas e, também, helicópteros. Além disso, cemitérios são vistoriados, carros abandonados pelas ruas são retirados, e paradas de ônibus antigas que acumulam água passam por limpeza.

 

COMBATE AO AEDES – O engajamento da população é fundamental no combate ao Aedes aegypti. A principal forma de se prevenir contra as doenças transmitidas pelo mosquito é manter o monitoramento constante nas residências, sempre buscando evitar água parada e a proliferação do inseto.

 

Confira algumas dicas:

– Mantenha caixas d’água, tonéis e barris de água tampados;

– Mantenha garrafas de vidro ou plástico sempre com a boca para baixo;

– Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda;

– Limpe as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas impeçam a passagem da água;

– Em caso de identificação de focos do mosquito, acione a Vigilância Ambiental pelo telefone 160.

 

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde

Fotos: Bruno Esaki e Geovana Albuquerque, da Agência Saúde