Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/05/20 às 9h08 - Atualizado em 29/05/20 às 14h24

Mais de 18 mil cidadãos de regiões vulneráveis foram testados para o novo coronavírus

COMPARTILHAR

A Estrutural continua sendo a região com mais registros da doença na Testagem Itinerante

 

JOHNNY BRAGA, DA AGÊNCIA SAÚDE

 

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

Em sete dias, a Secretaria de Saúde já testou 18.058 brasilienses residentes das regiões mais vulneráveis do Distrito Federal e confirmou a Covid-19 em 901 pessoas. A Testagem Itinerante ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, em pontos determinados (veja a arte no final da matéria). Somente na última quinta-feira (28), 2.843 testes foram feitos os quais detectaram o novo coronavírus em 155 cidadãos.

 

O objetivo da ação é identificar o coronavírus Sars-CoV-2 nas áreas mais remotas do DF, em pessoas sintomáticas ou que tenham histórico de contato com algum caso confirmado. A Estrutural registrou, em quatro dias, 320 confirmações para a Covid-19, sendo a região com mais registros na ação itinerante. Ontem, a região teve 71 detecções. O Itapoã registrou 24 casos; São Sebastião apresentou 18;  a Capoeira do Bálsamo (Lago Norte) teve 17 positivados; Mestre Darmas, 12; Água Quente (Recanto das Emas), 7 e Vale do Amanhecer, 6.

 

INÍCIO – As ações da Testagem Itinerante começaram no dia 20 de maio, tendo como meta expandir a aplicação dos testes rápidos para os locais que não foram alcançados pelos postos de drive-thru. A iniciativa prevê, ainda, a distribuição de máscaras de tecido e kits de higiene e saúde bucal à população, além de reforçar as orientações quanto às medidas de prevenção.

 

A expectativa é de atender 27 locais do Distrito Federal até o dia 6 de junho.

 

Diferente dos pontos de drive-thru, a população desses locais não precisa fazer o agendamento no site testa.df.gov.br. Contudo, a equipe de saúde pode fazer o cadastro do cidadão na hora, caso ainda não tenha. O resultado é entregue em até 20 minutos.

 

BALANÇO – A região da Cobra Coral foi a única que não teve detecção da doença durante a ação. O Varjão teve apenas um caso. Depois da Estrutural, São Sebastião registrou 85 casos; Sol Nascente e Itapoã, 79; Vila Cauhy (Núcleo Bandeirante) com 67.

 

O Condomínio Porto Rico apresentou 53 detecções da doença; Morro do Macaco (Samambaia), 46 positivos; Posto Fercal, 30; Pôr do Sol detectou 23 casos; Córrego do Arrozal e Vila São José (Vicente Pires) tiveram juntos 22 positivos. Os menores registros foram no Engenho das Lages (4), Vila Telebrasília (2) e Brazlândia (2).

 

Arte: Érick Alves/Agência Saúde