Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/07/20 às 11h02 - Atualizado em 2/07/20 às 11h52

Mais de 2,4 mil pacientes com suspeita de Covid-19 foram atendidos nas tendas do HRL

COMPARTILHAR

Serviço está disponível à população todos os dias, das 7h à meia-noite

 

LEANDRO CIPRIANO, DA AGÊNCIA SAÚDE

 

Em 40 dias de funcionamento, 2.420 pacientes suspeitos de terem Covid-19 foram atendidos nas quatro tendas montadas em frente à enfermaria do Hospital da Região Leste (HRL), antigo Hospital Regional do Paranoá. As estruturas são voltadas às pessoas sintomáticas ou que tenham histórico de contato com algum caso confirmado.

 

Fotos: Breno Esaki/Agência Saúde

 

Nesse período, contando os atendimentos nas tendas, no centro obstétrico e nos prontos-socorros do HRL, foram confirmados 97 casos positivos na população. Os testes feitos no hospital para detecção de coronavírus são do tipo RT-PCR (swab nasal). O método é o mais recomendável nos pacientes entre o terceiro e sétimo dia de sintomas semelhantes aos da Covid-19. Os exames são levados para análise do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

 

Enquanto isso, as tendas continuam atendendo os pacientes que vêm do Paranoá, São Sebastião, Mangueiral, Jardim Botânico e Itapoã. O serviço está disponível à população todos os dias, das 7h à meia-noite.

 

As tendas foram levantadas em 22 de maio e tornaram-se necessárias para diminuir o risco de disseminação do coronavírus entre os pacientes do hospital e servidores. Ao mesmo tempo em que organizam os fluxos de atendimentos e beneficiam a população.

 

 

Os pacientes que precisam ser internados vão para a parte interna do hospital, em salas de isolamento respiratório reservadas para a Covid-19 no pronto-socorro. A medida é necessária para manter em segurança os pacientes com hipótese diagnóstica da doença, que aguardam transferência para os hospitais de referência.

 

NOVIDADES – O pronto-socorro do Hospital da Região Leste vem passando constantemente por manutenção predial. Recentemente, recebeu 10 respiradores (ventiladores pulmonares) para ampliar a capacidade de atendimento aos pacientes com suspeita da Covid-19.

 

“Para isso, um espaço no pronto-socorro do hospital foi adequado para receber 10 leitos de cuidados intermediários de enfermaria com suporte ventilatório”, informou o diretor do HRL, João Marcos Meneses.

 

A iniciativa foi possível após a Secretaria de Saúde receber 150 respiradores do Ministério da Saúde para melhorar a estrutura dos hospitais públicos do Distrito Federal.