Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/07/20 às 11h37 - Atualizado em 9/07/20 às 12h08

Leishmaniose

COMPARTILHAR

As leishmanioses são consideradas zoonoses podendo acometer o homem quando entra em contato com o ciclo de transmissão do parasita do gênero Leishmania. Na área urbana, o cão é a principal fonte de infecção e, no ambiente silvestre, os reservatórios são as raposas. Os vetores da leishmaniose são os insetos denominados flebotomíneos. A leishmaniose tegumentar americana é uma das afecções dermatológicas que merece mais atenção, devido à sua magnitude, assim como pelo risco de ocorrência de deformidades e também pelo envolvimento psicológico, com reflexos no campo social e econômico, uma vez que, na maioria dos casos, pode ser considerada uma doença ocupacional. Apresenta ampla distribuição com registro de casos em todas as regiões brasileiras. A leishmaniose visceral, dada a sua incidência e alta letalidade, principalmente em indivíduos não tratados e crianças desnutridas, é também considerada emergente em indivíduos portadores da infecção pelo HIV. A leishmaniose visceral no Brasil, inicialmente, tinha um caráter eminentemente rural e, mais recentemente, vem se expandindo para as áreas urbanas de médio e grande porte.

 

Medicamentos disponíveis:

  • Antimoniato de Meglumina 300mg/mL injetável
  • PENTAMIDINA (ISOTIONATO) SOLUÇAO INJETAVEL 300MG
  • Anfotericina B lipossomal: uso restrito hospitalar.

Para o fornecimento é necessário o preenchimento do formulário de solicitação pelo médico assistente e o envio para o e-mail diasfses@gmail.com. O formulário será avaliado e, sendo autorizado o tratamento, o medicamento estará disponível para uso no hospital.

 

Onde conseguir:

  • Farmácia Escola – Farmácia do Hospital Universitário de Brasília (HUB)

 

Documentos necessários para ter acesso ao medicamento:

  • Documento de Identificação
  • Receita médica em 2 (duas) vias
  • Documento de Identificação
  • Cartão Nacional de Saúde – CNS (cartão do SUS)

 

Maiores informações:

Saúde de A – Z