Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/04/15 às 13h40 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Mutirão de oftalmologia atende 52 pacientes no HBDF

COMPARTILHAR

Exame de fundo de olho e tomografia de coerência óptica são procedimentos realizados

BRASÍLIA (2/4/15) – Na última quarta-feira (1), 52 pacientes diabéticos foram atendidos no ambulatório do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), 29 passaram por consultas, 20 por retornos de exames solicitados e três por tratamento a laser de retinopatia diabética – doença que acomete a visão devido ao acúmulo de material anormal nos vasos sanguíneos do fundo do olho, o que pode ocasionar o entupimento ou enfraquecimento desses vasos, muitas vezes levando ao seu rompimento e a danos à retina.

Para o oftalmologista Ramon Barreto, a ação é de extrema importância para a população diabética. “Seria ideal que todo paciente diabético fizesse o acompanhamento oftalmológico uma vez por ano. O diagnóstico precoce é essencial para tratar a doença e evitar a cegueira”.

O atendimento no mutirão inclui a consulta completa com exame de fundo de olho e tomografia de coerência óptica (OCT). Se houver necessidade de algum procedimento, como aplicação de laser ou cirurgia, o paciente será atendido na própria Unidade . O mutirão é realizado no ambulatório do Hospital de Base e os dias e horários são programados durante a semana de acordo com o atendimento anterior. O próximo serviço está agendado para dia 10, das 13h às 19h.

A meta é atender cerca de 120 pacientes por mês entre os pacientes diabéticos da rede de saúde pública do DF. Quatro oftalmologistas e dois residentes trabalham nos mutirões e os pacientes são convocados seguindo a ordem de antiguidade na fila.