gototop
Quarta, 30 Janeiro 2013

Classificação de risco no Centro Obstétrico do HMIB

 

Sistema de atendimento é aprovado por pacientes

Após sucesso da classificação de risco na emergência pediátrica, Hospital Materno Infantil de Brasília – HMIB - implementou neste mês a classificação também no Centro Obstétrico. O objetivo da ação é padronizar internacionalmente o processo de classificação proporcionando um rápido atendimento aos pacientes de alto risco. “Como a nossa demanda é alta, nossa meta é tirar o paciente grave da porta, redefinindo os processos de trabalho, tornando o atendimento mais rápido”, relata a coordenadora do Programa Nacional de Humanização, Julister Maia de Morais.

A ação beneficiará o hospital e proporcionar agilidade para atender a demanda de mais de 2.322 pacientes do Centro Obstétrico. Iris Alves do Nascimento, moradora de Ceilândia, ficou tão satisfeita com o atendimento que fez questão de registrar o elogio na ouvidoria. “A equipe de emergência foi excelente comigo e a classificação funcionou muito bem. Vocês estão de parabéns”, relata a paciente. Jaqueline Cristina Porto Ferreira, grávida de 38 semanas, concorda com Iris e também percebeu a melhora no atendimento.

O HMIB pretende usar o protocolo de Manchester, que segue um padrão internacional já usado em 17 países. Esse protocolo confere ao paciente triado uma cor entre vermelho, laranja, amarelo, verde e azul, dependendo de seus sintomas e da gravidade. Ele também determina o tempo de espera. A cor vermelha e laranja, casos mais graves, por exemplo, prevê apenas 10 minutos de espera.

Toda a equipe de enfermagem será treinada para fazer o acolhimento e a classificação. No momento que o paciente chega à porta de emergência do HMIB, ele é recebido pela a equipe de acolhimento que fornecerá as informações necessárias sobre sua demanda. Sendo caso de internação, o paciente preencherá uma ficha e será triado e classificado pela equipe de enfermagem. “Como o HMIB é referência, muitas mulheres chegam à emergência. O novo processo é importante para podermos tirar todas as dúvidas dos pacientes e para atender mais depressa quem realmente precisa”, conta a enfermeira da Classificação, Geisa Santana.

Ana Luiza

OUVIDORIA
ATENDIMENTO 1
BOTOES site Escola de Medicina e Enfermagem
HEMOCENTRO
CARRETA
TRANSPLANTE
BANNER transparencia
VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Notícias Classificação de risco no Centro Obstétrico do HMIB