Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/04/19 às 14h17 - Atualizado em 12/04/19 às 14h30

Pacientes da UPA do Recanto das Emas se encantam com dueto de violoncelo

COMPARTILHAR

Apresentação faz parte do projeto Concertos da Saúde

 

 

A música pode despertar sentimentos, emoções, saudades ou esperanças. Pode trazer calma ou euforia, lágrimas ou risos e, mesmo, cura. “Pode vir mais vezes. É maravilhoso”, afirmou o paciente da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Recanto das Emas, Jairo de Souza. Ele está internado há uma semana e acompanhava, encantado, cada nota tocada pelo dueto de violoncelo da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.

 

A atividade faz parte do projeto “Concertos da Saúde”, uma iniciativa da orquestra em parceria com as Secretarias de Saúde e da Cultura que, neste ano, está priorizando as UPAs. O objetivo é levar arte e cultura aos pacientes e servidores das unidades de saúde do Distrito Federal.

 

“É uma renovação para nós, servidores. A gente sente a alegria dos pacientes e também se alegra e acalma com uma música tão linda. Nunca havia visto um violoncelo ao vivo”, conta a servidora Antônia Clea Alves, que acompanhou a execução da maioria das peças musicais.

 

PEDIDOS – Os músicos Ocelo Mendonça e Gidesmir Alves atenderam aos pedidos de pacientes e servidores, que solicitaram músicas como o tema do filme Titanic (My heart will go on) e o hino do Flamengo. Para Gidesmir, essa é uma oportunidade única de ‘tocar as pessoas’.

 

“Usamos a música como agente transformador. Tudo flui do sentimento. Do sentimento de quem toca e de quem ouve. A música desperta sensações. Estou muito feliz por contribuir. É uma forma de agradecer aos médicos, enfermeiros e técnicos que dedicam a vida a cuidar da saúde dos outros. Estou grato a Deus e à vida”.

 

RECONHECIMENTO – Além de reafirmar o quanto estava sendo lindo aquele momento musical na UPA, o paciente Jairo fez questão de destacar o ótimo atendimento que está recebendo e a atenção de todos os servidores da unidade. Também elogiou muito a comida servida e contou que, depois de passar alguns dias sem comer, devido a exames que precisou fazer, agora “está tirando a barriga da miséria”. Segundo ele, “é muito mais fácil ficar aqui com a música e não apenas ficar em uma cama, esperando o tempo passar”.

 

Os eventos do Concertos da Saúde estão programados para acontecer a cada 15 dias, em locais diferentes, sendo prioridade percorrer as UPAs neste primeiro semestre e, em seguida, as Unidades Básicas de Saúde.

 

Josiane Canterle, da Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

 

Concertos na Saúde - UPA Recanto das Emas