Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/04/19 às 14h31 - Atualizado em 8/04/19 às 14h32

Política de promoção da saúde propõe estratégia para melhorar qualidade de vida

COMPARTILHAR

Caminho é desenvolver hábitos saudáveis

 

O Comitê de Promoção da Saúde, em sintonia com a Política Nacional de Promoção da Saúde, preparou, para o Distrito Federal, o Plano Distrital de Promoção da Saúde. O objetivo é mapear as atividades desenvolvidas pelas unidades públicas em todas as regiões de saúde, divulgar para a população e desenvolver novas estratégias para a oferta de ações que impactem no fortalecimento de fatores de proteção e no desenvolvimento de hábitos saudáveis pela população do DF.

 

Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, em 7 de abril, data estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 1948, pretende-se criar condições de melhoria da saúde da população do DF e contribui para aumentar a expectativa de vida, que, atualmente, está na média de 76 anos, segundo o IBGE.

 

Saúde, de acordo com a OMS, “é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”. De acordo com a subsecretária de Vigilância em Saúde, Elaine Faria Morela, a data é uma oportunidade para os gestores, profissionais e população dialogarem sobre temas que promovam a saúde em todas as fases do ciclo de vida, “com vista ao desenvolvimento do bem-estar das pessoas”.

 

Ela destaca: “A promoção da saúde é um tema transversal que ainda desafia os profissionais da área, pois, implica em mudança na forma de pensar o usuário do SUS e agir antes da doença”.

 

ORIENTAÇÕES – Para alcançar esse objetivo, o caminho passa pela Atenção Primária, espaço privilegiado para o desenvolvimento dessas ações, sendo a partir das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Ali as pessoas devem buscar orientações sobre como realizar a manutenção da saúde e como evitar o adoecimento. “Este vínculo dever ser estimulado e a população precisa ter intimidade com este espaço de saúde”, incentiva Eliane.

 

Para a gestora de Políticas Públicas do Núcleo de Estudo, Prevenção e Atenção à Violência (Nepav), Fernanda Falcomer, os profissionais de saúde podem ajudar a população a identificar e fortalecer os fatores de proteção, como a realização de atividade física, oferecer as práticas corporais e integrativas de saúde disponíveis, divulgar a importância da alimentação saudável, do sono regular, e das relações familiares e sociais afetivas e sem conflitos. “É preciso estimular as interações respeitosas, a gentileza a solidariedade e a não violência, identificar vivencias de violência e atuar na prevenção ao tabagismo, uso abusivo de álcool e drogas e acidentes”, recomenda Falcomer.

 

O Comitê de Promoção da Saúde da SES DF está ativo e se reúne mensalmente para que as ações sejam pactuadas, fortalecidas e desenvolvidas de forma integrada no SUS do DF.

 

Segundo a nutricionista da área técnica da Promoção da Saúde, Kelvi Aquino, dois outros projetos estão em desenvolvimento e serão implantados no DF, com foco na promoção da saúde. São eles o “Saber Saúde”, que tem as crianças e adolescentes escolares como público-alvo; e o projeto-piloto “Abraçando a Saúde”. No segundo semestre, a iniciativa chegará às sete regiões de Saúde, apresentando uma metodologia de intervenção para abordagem dos temas.

 

Saiba mais sobre o Dia Mundial da Saúde e sobre promoção da saúde no DF.

 

 

Da Agência Saúde

Fotos: Matheus Oliveira/Arquivo-SES