Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/05/14 às 18h33 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Programa de Obesidade acompanha 350 pacientes no Recanto das Emas

COMPARTILHAR

Projeto orienta pacientes na perda de peso

A Secretaria de Saúde (SES/DF) lançou há cerca de dois anos o Programa Obesidade Embora (Probem). O projeto piloto começou no Centro de Saúde 2 do Recanto das Emas e tem a participação de 350 pessoas.

“A ideia é que o Probem consiga diminuir o sobrepeso e também evite a evolução para obesidade mórbida. Mas, se for o caso, também assistimos o paciente na fase mais grave da doença”, explicou a endocrinologista do Probem, Raquel Belivaqua.

Pensando na saúde e qualidade de vida dessa parcela da população, a SES/DF investiu no Probem, pois segundo pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas (Vigitel) de 2013, divulgada em abril, 15% dos adultos de Brasília são obesos e 49% têm excesso de peso.

O Probem iniciou a primeira turma no Recanto das Emas, em 2012, com 64 participantes. Todos foram acompanhados durante seis meses para se adequarem a rotina estabelecida pelos nutricionistas, endocrinologistas, educadores físicos e enfermeiros, que engloba: orientação nutricional, programa de atividade física, além de oficina de pintura e sessão de cinema.

Hoje o programa já está na terceira turma com 90 participantes. O processo é o mesmo e as avaliações são mensais para acompanhamento da evolução do tratamento. “Acompanhamos o paciente com as orientações durante seis meses e depois o encaminhamos para a turma de manutenção de peso. Ao todo já atendemos mais de 300 pessoas”, acrescentou Raquel.

A cada seis meses uma nova turma é aberta e dividida por grau de obesidade: leve, moderada e grave. Vale lembrar que para ser considerado excesso de peso, o Índice de Massa Corporal (IMC) deve ser maior ou igual a 25 enquanto o da obesidade, maior ou igual a 30.

Cirurgia Bariátrica

A obesidade é a porta de entrada para várias doenças como diabetes, pressão alta, doenças do coração, câncer, infecção de pele, úlcera, entre outras. A SES/DF também conta com outro aliado no tratamento do excesso de peso na sua fase mais agressiva, com o objetivo de evitar essas incidências: a cirurgia bariátrica.

O Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) tem o único centro do Brasil que realiza as três modalidades de cirurgia bariátrica (Sleeve, Bypass e Banda Gástrica) por videolaparoscopia, que é a cirurgia minimamente invasiva, ou seja, sem incisões.

Todo segundo sábado do mês, no auditório do HRAN, são expostas as vantagens e desvantagens de cada modalidade da cirurgia aos pacientes e, a escolha da técnica, é feita em conjunto com a equipe. “São nesses encontros que eles fecham o ciclo do que é feito em mesa de cirurgia. Fazemos questão de acompanhar o paciente em todas as áreas contempladas na unidade”, concluiu o coordenador de Cirurgias Bariátricas do HRAN, Rafael Galvão.

Para fazer parte do programa, a pessoa interessada deve procurar um dos centros de saúde mais próximo de casa para marcar consulta com um endocrinologista da rede.

Por Luana Lemes, da Agência Saúde DF