Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/03/19 às 12h19 - Atualizado em 12/03/19 às 13h02

Pronto-socorro do Hmib tem atendimento restrito temporariamente

COMPARTILHAR

 

Mudança para espaço reformado será feita hoje; atendimento volta ao normal nesta quarta-feira

 

O atendimento aos pacientes com classificação laranja e vermelha está restrito, temporariamente, nesta terça-feira (12), no pronto-socorro da Pediatria do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib). Isso ocorre devido à mudança do espaço onde o local funcionava, provisoriamente, para o definitivo, cuja obra foi concluída este mês. A previsão é que esse remanejamento dure apenas um dia. O atendimento aos pacientes classificados como verde segue sendo realizado normalmente.

 

“A transferência é feita pela mesma equipe que está na assistência, por isso é necessário fazer a restrição no atendimento, que será, a princípio, só por hoje. Quanto mais rápido for feita a mudança, mais rápido volta o atendimento para toda a demanda”, explicou a diretora de Atenção à Saúde do Hmib, Julister Maia, ao destacar que a maior parte da demanda recebida na unidade é de classificação verde.

 

Enquanto isso, a mudança para o novo pronto-socorro inclui o deslocamento de equipamentos médicos, computadores, berços, macas, mesas, além das 16 crianças internadas no local. A transferência será feita ao longo de um percurso de aproximadamente um quilômetro, entre o Banco de Sangue do Hmib – onde funcionou provisoriamente o pronto-socorro – e o atual espaço. Assim que for concluída, o novo local atenderá os pacientes.

 

Depois de reformado, o pronto-socorro da Pediatria conta agora com a instalação de piso vinílico, pintura de paredes e teto, retirada das fórmicas do revestimento e colocação de novas divisórias. “Com a reforma, foi dado ao ambiente hospitalar do pronto-socorro características mais aconchegantes, para melhor atender os pacientes”, ressalta Julister.

 

OBRAS – Em todo o Hmib, o piso das áreas de circulação será trocado, as paredes dos corredores receberão pintura e os bate-maca serão substituídos. Todo o hospital será revitalizado.

 

A obra é custeada com recursos de um convênio firmado em 2008 entre a Secretaria da Saúde e o Ministério da Saúde, e só agora, com o SOS DF Saúde, foi viabilizada. Mais de 2,7 mil metros quadrados do espaço passam por intervenções.

 

Leandro Cipriano,da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF