Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/02/21 às 16h22 - Atualizado em 14/02/21 às 14h40

Salvar vidas: um sonho que se tornou realidade

COMPARTILHAR

Desde criança, a enfermeira Lídia Dantas desejava atuar na área da Saúde

 

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

Lídia foi a primeira enfermeira do Distrito Federal a receber a primeira dose da CoronaVac – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Ser enfermeira sempre foi um sonho para Lídia Rodrigues Dantas. Desde criança ela sonhava trabalhar na área da saúde, ajudando a salvar vidas. O sonho tornou-se realidade e há mais de sete anos ela atua na área de assistência. Somente no pronto-socorro do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) ela trabalha há três anos e meio e revela que é apaixonada pela profissão.

 

Desde março de 2020, quando o Hran tornou-se hospital referência para o atendimento de pacientes com Covid-19, Lídia atua na linha de frente dos atendimentos. Arriscando a própria vida diariamente para salvar outras vidas, ela é integrante do grupo de Heróis da Saúde que lutam contra o vírus Sars-Covs-2.

 

Para a enfermeira, estar longe da família foi a parte mais difícil. “Foi bem assustador no início, muitas mudanças dos protocolos. Não sabíamos como seria, muitos colegas adoecendo. Mas, fomos vencendo um dia de cada vez”, relembra.

 

A enfermeira atua no Hran há três anos – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Lídia teve Covid-19 no início de dezembro. Ninguém do seu núcleo familiar pegou a doença, mas ela perdeu um colega de trabalho bem próximo, o que ela considerou terrível.

 

A enfermeira foi a primeira profissional de saúde do Distrito Federal a receber uma das doses da vacina CoronaVac, na solenidade de início da vacinação, dia 19 de janeiro.

 

“Senti muita gratidão pelo reconhecimento, de poder representar a enfermagem e a equipe do Hran no geral, foi uma honra. Nunca passou pela minha cabeça que viveria essa experiência. A melhor sensação foi a de esperança que logo isso vai passar”, afirma.

 

Lidia é enfermeira do pronto-socorro do Hran e atua no combate à pandemia de Covid-19 – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

De acordo com Lídia, mesmo após estar vacinada, o receio de pegar Covid-19 ainda existe, mas agora “é bem mais tranquilo de lidar”. Ela lembra que todos os profissionais que estão na luta diária contra a pandemia estão muito cansados, mas que a vacinação, com certeza, foi uma forma de motivar e passar mais segurança para todos.

 

Na avaliação da enfermeira, os trabalhadores da saúde são indispensáveis e incríveis, pois sempre estiveram expostos e vulneráveis. No entanto, a diferença é que a pandemia deu visibilidade para o que é vivido diariamente.

 

Lídia é uma das centenas de  heroínas da Saúde do DF – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

“Vivemos sob pressão o tempo todo e agora ainda mais. Mesmo assim, seguimos cuidando e fazendo o nosso melhor. Torço para que sejamos mais valorizados mesmo quando tudo isso passar”, conclui.

 

Veja mais fotos:

 

Heróis da Saúde: O sonho de virar enfermeira e salvar vidas se tornou realidade e se destaca em meio à pandemia