Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/10/13 às 18h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

Samambaia receberá dois profissionais estrangeiros do Mais Médicos

COMPARTILHAR

Cidade terá 100% de cobertura na Estratégia Saúde da Família

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, informou nesta sexta-feira (18), durante visita ao Centro de Saúde nº 3 de Samambaia, que a cidade receberá, ainda este mês, dois profissionais estrangeiros do Programa Mais Médicos, do Governo Federal. Com os novos profissionais Samambaia chegará a 100% de cobertura da Atenção Primária.

O CS3 de Samambaia possui cinco vagas de médicos da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Desse total, três são ocupadas por profissionais brasileiros do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) e do Mais Médicos.

“As duas vagas restantes serão preenchidas com médicos estrangeiros, no fim de outubro. Assim, teremos todas as equipes da ESF completas nessa unidade de Samambaia”, comentou Padilha.

Segundo o secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, a capacidade de cobertura da ESF em Samambaia dobrou. “A vinda desses profissionais foi muito importante no reforço da Atenção Primária. Com mais dois médicos, essa região terá uma cobertura de 100%”, enfatiza.

A dona de casa Maria Raimunda Sousa, 30 anos, faz acompanhamento de diabetes e hipertensão há um ano no CS3. Moradora de Samambaia, ela comenta as mudanças na unidade. “O atendimento aqui melhorou bastante. Antes eu procurava a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia, porque aqui não estava atendendo. Agora com as novas médicas eu venho direto para este centro”, relata.

Mais Médicos
O programa Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais. A iniciativa prevê também a expansão do número de vagas para Medicina e residência médica, além do aprimoramento da formação médica no Brasil, com foco na Atenção Básica.

O DF recebeu apenas médicos brasileiros nas duas etapas do Programa. Nesta terceira, os 33 profissionais estrangeiros completarão as equipes da ESF. Até o fim desse mês, eles se apresentarão à Secretaria de Saúde do DF (SES/DF) para serem distribuídos em unidades básicas.

“O pedido inicial da SES/DF é de 97 médicos. Com a chegada dos 33, completaremos 49. Acreditamos que até o fim do ano possamos chegar a esse total”, afirma o secretário.

De acordo com ele, o DF ultrapassou 50% de cobertura da ESF. “Com a chegada desses médicos vamos trabalhar com 60% e, ao final de 2014, alcançar a meta de 70%”, comenta o secretário.

Patrícia Kawamoto