Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/11/13 às 14h29 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

Sapato inadequado aumenta risco de queda em idosos

COMPARTILHAR

Número de internações cresce  

O número de internações de pessoas com mais de 60 anos por causa de quedas aumenta a cada ano. As mulheres são as mais atingidas. Segundo o Ministério da Saúde, em 2009, foram 20.778 internações e, entre os homens foram 10.020. Por causa da osteoporose, elas ficam mais vulneráveis às fraturas. Os homens caem, mas não fraturam tanto quanto as mulheres. Em 2001, esses números eram bem menores, 15 mil internações do sexo feminino e sete mil do sexo masculino. Mas há varias maneiras de reduzir esse índice. Um dos principais cuidados está no uso de sapatos corretos.

De acordo com a ortopedista da Secretaria de Saúde, Ana Paola Caldeira, andar descalço, com meias ou sandálias, estão entre os principais riscos para quedas sofridas por idosos. A especialista destaca que calçados com salto maior do que dois centímetros, sapatos abertos ou com solado não aderente ao solo devem ser evitados.

Para prevenir tanto quedas, quanto ulcerações, o ideal é utilizar calçados fechados, sem salto e solados antiderrapantes.

O geriatra da Saúde do Idoso, Carlos Fratini, salienta que idosos que têm diabetes devem tomar precauções na hora de escolher um calçado, porque a queda para eles pode ser mais danosa.

Cinthia Bispo