Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/05/13 às 20h50 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Saúde atende 16 pacientes durante o jogo Flamengo e Santos

COMPARTILHAR

Dor de cabeça foi a queixa mais frequente

Foto: Pedro Ventura

As Unidades de Suporte Avançado e Básico da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) realizaram 16 atendimentos médicos durante o jogo Flamengo e Santos, na tarde de domingo (26).

Os atendimentos ocorreram no local e não foi preciso encaminhar nenhum paciente aos Hospitais de referência: Asa Norte (Hran), Materno Infantil (Hmib) e Universitário (HUB). As queixas mais frequentes foram dor de cabeça e mal-estar.

Um paciente que estava no mirante da Torre de TV foi socorrido pela equipe do Samu e encaminhado para o Hospital de Base do DF (HBDF), após escorregar e fraturar o braço.

Segundo o gerente do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, Rodrigo Caselli, o atendimento médico aos torcedores transcorreu dentro do previsto. “O jogo foi uma preparação para as partidas das Copas das Confederações e do Mundo, em que teremos um grande número de pessoas no Mané Garricha”, destacou Caselli.

Para o jogo do Flamengo e Santos, a SES disponibilizou mais de 60 profissionais de saúde entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores de ambulâncias.

No local foi montado um serviço médico com oito ambulâncias, oito motolâncias para transporte de pacientes aos hospitais, uma Unidade de Suporte Avançado (USA) e duas Unidades de Suporte Básico (USB).

Júlio Duarte