Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/05/13 às 19h31 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Saúde lança selo de qualidade para bares e restaurantes nesta segunda (27)

COMPARTILHAR

Ação faz parte do Programa de Certificação Sanitária para a COPA 2014

 

A Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa) da Secretaria de Saúde lança nesta segunda-feira (27), às 17h, o selo que irá certificar bares e restaurantes que estão aptos a funcionarem. No evento, que acontece no restaurante Soho, no Pontão do Lago Sul, serão entregues os primeiros 15 selos de certificação sanitária aos estabelecimentos do setor, ao todo cerca de 100 ambientes serão classificados.

De acordo com o diretor da Divisa, Manoel Neto, o objetivo do selo é melhorar as condições dos serviços alimentícios no Distrito Federal e diminuir ainda mais os riscos sanitários. “Os estabelecimentos são classificados, após inspeção, com as letras A, B ou C, de acordo com o risco sanitário oferecido. Dessa forma o consumidor saberá as reais condições do estabelecimento que frequenta”, explica.

Os selos tem uma classificação de acordo com os itens que são monitorados pela Vigilância Sanitária, como refrigeração, manipulação de alimentos, funcionamento, funcionários, dentre outros, são mais de 50 itens. A letra “A” representa a excelência, “B” se o ambiente está bom, mas precisa de alguns ajustes, e “C” que o local está apto mais precisa ajustar ainda mais itens.

A ideia é traçar estratégias mais efetivas no caminho da melhoria contínua dos alimentos e serviços ofertados ao consumidor, com o objetivo de informar a qualidade sanitária e permitir que a população leve em conta a questão sanitária ao escolher o estabelecimento.

Muito além da certificação por meio do selo, a Vigilância Sanitária espera ajudar todos os estabelecimentos que atuam de forma irregular, treinando e orientando os funcionários, a fim de melhorar as condições tanto para eles quanto para o consumidor.

“A categorização dos serviços de alimentação segundo critérios sanitários é uma realidade em cidades como Nova York e Londres e países como a Nova Zelândia e Dinamarca. Todas essas experiências apontam uma grande aceitação por parte dos consumidores e uma melhoria significativa do perfil sanitário dos serviços de alimentação”, reforça André Godoy, gerente de Alimentos da Divisa.

Hugo Mendes