Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/05/14 às 14h17 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Saúde na Escola beneficia 1.500 alunos em Planaltina

COMPARTILHAR

Nesta semana, campanha para detectar hanseníase e verminose

 

Até esta sexta-feira (30), as escolas cadastradas no Programa Saúde na Escola de Planaltina receberão equipes da Estratégia de Saúde da Família, com o objetivo de realizar busca ativa de novos casos de hanseníase e profilaxia de verminoses. A mobilização acontece desde segunda-feira (26). A ação contará com profissionais da Atenção Primária, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde.

O Programa Saúde na Escola (PSE), lançado em 2009 em Brasília, começou a funcionar em Planaltina em fevereiro de 2013. Desde então, alcançou oitos escolas públicas da região, levando atendimento a 1.500 alunos. A equipe é formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagens e agentes comunitários.

A campanha para detectar hanseníase e verminose em alunos das escolas cadastradas no PSE ocorre em todas as regiões administrativas de Brasília, e tem a finalidade de proteger as crianças, de cinco a 14 anos, com a realização de triagens e tratamento coletivo dessas doenças.

Nas escolas, a equipe atende os alunos, mede a pressão, confere o peso, verifica a glicemia, realiza o teste de acuidade visual e também a triagem bucal. Os membros da equipe discutem com os estudantes temas como as transformações na puberdade, a reprodução, fecundação, a mestruação, as doenças sexualmente transmissíveis, drogas, dengue, por meio de palestras e roda de conversa sobre o assunto.

Segundo o coordenador do PSE de Planaltina, Frederico Ozanam, as crianças que forem diagnosticadas com algum problema de saúde são encaminhadas para o especialista. “E este ano as equipes estão mais interagidas, articuladas, conseguimos captar a peculiaridade das oito equipes que atuam”, disse.

Resultado da parceria do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, instituída em 2007, pelo Decreto Presidencial nº 6.286, o programa tem a finalidade de contribuir para a formação integral dos estudantes da rede pública de educação básica, por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde.

Segundo determinação da Portaria 1.861-GM/MS no Art.2º, o Distrito Federal terá participação no PSE por meio de 26 escolas participantes do programa Mais Educação e de 29 equipes da Estratégia Saúde da Família, na área de abrangência dessas escolas.

A equipe de saúde e a direção da escola definem o plano para execução das ações, que são realizadas coletivamente de forma a atender às necessidades e demandas locais mediante análises e avaliações construídas previamente.

Tatiane Gomes