Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/04/13 às 18h51 - Atualizado em 30/10/18 às 15h04

Saúde realiza mutirão de cirurgias oftalmológicas

COMPARTILHAR

Plástica ocular, operação de glaucoma e estrabismo são novidades

Oito pacientes foram operados de catarata no último domingo (21), no mutirão de cirurgias oftalmológicas da Secretaria de Saúde. Esta nova fase trás como novidade a inclusão de procedimentos para estrabismo, glaucoma e plástica ocular. “As cirurgias foram todas no Hospital de Base e os pacientes tiveram alta no fim da tarde”, informa o coordenador de Oftalmologia da SES, Rogério Nobrega.

O objetivo é diminuir em até 70% a fila de espera dessas cirurgias. Atualmente, o Distrito Federal tem cerca de 4.750 pacientes aguardando por procedimentos na área de oftalmologia. A grande maioria – quatro mil – espera pela cirurgia de catarata, que já é realizada pela SES. São 180 pessoas na fila para corrigir o estrabismo, 380 na de plástica ocular e 200 na de glaucoma.

Cerca de 30 médicos vão trabalhar nesses procedimentos, em horários diferenciados, no Hospital de Base. A SES realiza mutirões de cirurgias em diversas especialidades desde julho do ano passado e já promoveu mais de seis mil procedimentos.

De acordo com o subsecretário de Atenção à Saúde, Roberto Bittencourt, pela primeira vez o Distrito Federal vai realizar mutirão de cirurgia para corrigir o estrabismo, para tratar o glaucoma e realizar plásticas oculares. As primeiras dessas cirurgias devem ser feitas na próxima semana.

Segundo o coordenador de Oftalmologia da SES, Rogério Nobrega, os pacientes que são submetidos a essas cirurgias voltam para a casa no mesmo dia, mesmo nos casos em que é necessária anestesia geral. Ele também ressalta que a secretaria disponibiliza equipamentos de altíssima tecnologia para garantir a realização desses procedimentos.

Saúde bucal
Nesta segunda-feira, 22, começa o mutirão de saúde bucal no Hospital Regional de Ceilândia. Em cinco consultórios serão realizados procedimentos como extrações, tratamento de canal e pequenas cirurgias. A expectativa é que sejam feitos 824 procedimentos até o final de abril. Em maio outras regionais de saúde vão aderir ao mutirão odontológico.

Desde o último domingo, também estão sendo realizados mutirões de cirurgia geral, ortopedia, além de cirurgia vascular. Esses procedimentos são disponibilizados no Hospital de Base, no Hospital de Ceilândia, no Hospital da Asa Norte.

Celi Gomes