Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/05/13 às 18h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Saúde recebe 300 equipamentos hospitalares do Senado

COMPARTILHAR

Aparelhos vão beneficiar a população e qualificar as unidades de Saúde

Fotos: Renato Araújo

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) recebeu nesta quinta-feira (09), do Senado Federal, 300 equipamentos e utensílios médicos de alta tecnologia, como desfibriladores, eletrocardiógrafos, infravermelhos e ultrassom, que irão beneficiar a população.

“Esses equipamentos vão auxiliar na recuperação física da rede de Saúde, que já tem sido uma luta do governo para qualificar o atendimento a população”, ressaltou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, ao lembrar que desde 2012 a SES/DF investe na melhoria das unidades e na aquisição de equipamentos.

De acordo com o governador Agnelo Queiroz, os esforços são para melhorar o atendimento de toda a população – não apenas do DF. “Cerca de 50% dos nossos atendimentos são de fora. Nós prestamos assistência da melhor forma possível a qualquer pessoa que chega a uma de nossas unidades. Esse é o Sistema único de Saúde”, lembrou.

Entre os bens doados pelo Senado constam 50 desfibriladores, aparelhos de massagem, eletrocardiógrafos, infravermelhos, ultrassom para fisioterapia, ultrassonografia, negatoscópios, fotopolimerizador odontológico, balança eletrônica, raios X odontológicos, aspiradores de secreção. Além disso, a Saúde receberá dispensários eletrônicos, cadeiras de rodas, biombos de chumbo, cabine de desfibrilador, autoclaves para laboratório, pinças, tesouras e macas. Os equipamentos serão instalados nos hospitais públicos do DF, de acordo com a necessidade de cada unidade.

A doação faz parte de uma série de medidas administrativas anunciadas para modernizar o Senado, reduzir custos e dar mais transparência à instituição. Entre as reformas está a extinção do serviço médico do Senado, com a permanência apenas das consultas de urgência, o que deixou equipamentos hospitalares e grande número de médicos ociosos. Parte dos profissionais – 19 médicos, quatro técnicos em enfermagem, três técnicos em radiologia, dois enfermeiros e um odontólogo – foram cedidos para SES/DF para trabalhar nos Hospitais de Base e da Asa Norte.

Segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros, essas medidas, viabilizam economia nos gastos da instituição. “Como todos os servidores têm plano de saúde, o ambulatório médico era, na prática, uma redundância”.

Os equipamentos foram cedidos por meio do Ato Nº 11, de 2013, da Comissão Diretora, publicado no Boletim Administrativo do Senado Federal, que admite a doação de bens móveis que integram o patrimônio do Senado para fins de utilidade social.

Rafaela Marrocos