Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/03/16 às 10h55 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Saúde registra mais 71 confirmações de dengue em brasilienses

COMPARTILHAR

Quantidade consta do informativo epidemiológico referente à semana de 20 a 26 de março. Desde o início do ano são 7.821 casos

BRASÍLIA (31/3/16) – A Secretaria de Saúde confirmou mais 71 casos de dengue em moradores de Brasília, na 12ª semana epidemiológica de 2016 (de 20 a 26 de março). O número consta do Informativo Epidemiológico nº 13, divulgado nesta quarta-feira (30). Desde o início do ano, são 7.821 confirmações da doença. Em 2015, no mesmo período, foram 2.006 registros. No Entorno, computaram-se 1.229 ante 142 no ano passado. A capital e a região vizinha somam 9.050 ocorrências.

No Distrito Federal, Brazlândia segue como a região administrativa com o maior número de casos (1.405), seguida por Ceilândia (892) e por Taguatinga (673). São Sebastião teve 666 ocorrências.

Segundo o boletim da Saúde, a maioria dos enfermos tem usado a rede pública para se tratar. Estão sob acompanhamento em unidades de saúde do governo de Brasília 6.133 casos (78%) e em hospitais privados, 1.267 (16%). Do total de 7.821, não foram classificados 295 (4%) e 126 (2%) usam o sistema público de Goiás.

Além das confirmações, o informativo apresentou 10.433 suspeitas de dengue. Como algumas ocorrências demoram a ser registradas, os números referentes a cada semana epidemiológica podem sofrer alterações.

Zika e chikungunya – O levantamento da secretaria também apresenta dados do zika vírus e da febre chikungunya, ambos também transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue. Desde o início do ano, 38 brasilienses foram diagnosticados com zika vírus. Desses, 25 contaminaram-se na capital, 12 em outras unidades da Federação (Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Tocantins) e um ainda não foi identificado.

Os casos de gestantes com zika são contabilizados desde dezembro. Até o momento, o vírus já foi confirmado em 19 grávidas — 11 moradoras de Brasília, sete de Goiás e uma de Mato Grosso.

Como a dengue, a quantidade de casos de febre chikungunya cresceu em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2016, a Secretaria de Saúde confirmou 34 pacientes com a doença em Brasília. No ano passado, dois. O boletim informa que, dos moradores de Brasília, apenas seis se contaminaram no DF. Os demais (25) infectaram-se nas seguintes unidades federativas: Bahia, Goiás, Pernambuco, Sergipe, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte.

Combate ao mosquito – Nesta semana, a força-tarefa do governo de Brasília para erradicar o Aedes aegypti concentra-se no Itapoã. Amanhã (31), cem militares do Corpo de Bombeiros, 120 do Exército Brasileiro e 15 agentes da Vigilância Ambiental, da Secretaria de Saúde, farão vistorias em busca de possíveis criadouros do mosquito na região administrativa, que apresentou 306 casos de dengue desde janeiro.

Acesse a íntegra do boletim.