Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/20 às 17h30 - Atualizado em 3/02/20 às 16h35

Saúde retoma oficinas para qualificar atenção primária

COMPARTILHAR

Neste ano, foco são gerentes profissionais de unidades básicas de saúde

 

As oficinas do Programa Qualis-APS, que pretende fortalecer e qualificar a atenção e gestão dos serviços prestados na atenção primária, foram retomadas esta semana, agora em uma nova fase. Depois de ouvir superintendentes e diretores de atenção primária, neste ano o foco são os gerentes das unidades básicas de saúde e servidores das equipes de saúde da família e dos núcleos de apoio.

 

Serão sete oficinas, uma para cada região de saúde. A primeira aconteceu em 27 de janeiro, englobando Gama e Santa Maria. Nesta quinta-feira (30), 86 profissionais da Região de Saúde Centro-Sul participaram. No encontro, foi abordada a construção participativa de padrões de qualidade para avaliar as unidades básicas de saúde.

 

“Esta oficina faz parte de uma série de oficinas regionais do Programa Qualis-APS, em que os trabalhadores estão discutindo e construindo coletivamente elementos para definir os padrões de qualidade da atenção primária no DF”, destaca o coordenador substituto de Atenção Primária à Saúde, Sérgio Lima.

 

Na próxima semana, as regiões Central e Leste receberão a oficina nos dias 3 e 5 de fevereiro, respectivamente. A Região de Saúde Oeste, que abrange Ceilândia e Brazlândia, terá a atividade no dia 10 de fevereiro. Na região Sudoeste, em 13 de fevereiro e, por último, profissionais de Planaltina, Sobradinho e Fercal passam pelo treinamento em 18 de fevereiro.

 

“O Programa de Qualificação da APS é inovador, traz ferramentas construídas coletivamente com os profissionais, além de capacitá-los para que sejam capazes de atender às demandas da população”, frisa a professora Maria Leonor Pacheco Santos, coordenadora da avaliação participativa do QualisAPS.

 

PROGRAMA – O Programa de Qualificação da Atenção Primária (Qualis APS) foi lançado em setembro do ano passado, com o objetivo de fortalecer a estratégia de saúde da família. É uma parceria entre a Secretaria de Saúde, Universidade de Brasília (UnB), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec).

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Fotos: Geovanna Albuquerque/Saúde DF