Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/05/13 às 18h22 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Saúde vai certificar bares e restaurantes

COMPARTILHAR

Estabelecimentos vão ser avaliados de acordo com o risco sanitário

A Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa) da Secretaria de Saúde se reuniu, nesta sexta-feira (10), com representantes de órgãos ligados ao ramo de alimentos para apresentar a proposta de categorização dos bares e restaurantes, com o objetivo de melhorar as condições dos serviços alimentícios no Distrito Federal e diminuir ainda mais os riscos sanitários.

“Queremos implementar um selo de certificação nos bares e restaurantes do DF. Após a inspeção os estabelecimentos serão classificados com as letras A, B ou C, de acordo com o risco sanitário oferecido. Dessa forma o consumidor saberá as reais condições do estabelecimento que frequenta”, explica o diretor da Divisa, Manoel Neto.

A ideia é traçar estratégias mais efetivas no caminho da melhoria contínua dos alimentos e serviços ofertados ao consumidor, com o objetivo de informar a qualidade sanitária e permitir que a população leve em conta a questão sanitária ao escolher o estabelecimento.

Muito além da certificação por meio do selo, a Vigilância Sanitária espera ajudar todos os estabelecimentos que atuam de forma irregular, treinando e orientando os funcionários, a fim de melhorar as condições tanto para eles quanto para o consumidor.

“A categorização dos serviços de alimentação segundo critérios sanitários é uma realidade em cidades como Nova York e Londres e países como a Nova Zelândia e Dinamarca. Todas essas experiências apontam uma grande aceitação por parte dos consumidores e uma melhoria significativa do perfil sanitário dos serviços de alimentação”, reforça André Godoy, gerente de Alimentos da Divisa.

A reunião teve a participação de representantes da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio as Micros e Pequenas empresas) e Sindhobar (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília), que apresentarão a proposta aos empresários do setor.

Os primeiros selos de certificação sanitária serão entregues até o fim do mês aos bares e restaurantes do DF.

Hugo Mendes