Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/02/15 às 13h26 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Secretaria abre vagas para remoção de médicos efetivos

COMPARTILHAR

Processo faz parte da política de valorização dos servidores

BRASÍLIA (24/2/15) – Com a chegada de médicos do Programa de Provisão de Médicos, que inclui o Programa Mais Médicos e o Programa de Valorização da Atenção (Provab), ambos do Ministério da Saúde, servidores efetivos da Secretaria de Saúde do DF terão a oportunidade de remoção para alguma unidade de saúde que melhor o atender. A princípio, estão abertas 40 vagas para médicos da saúde da família, conforme anexos.

“Nossa ideia, nessa gestão, é nos aproximarmos dos servidores e valorizá-los. E por meio dessa possibilidade de remoção, mostramos que queremos dialogar com os servidores, proporcionar a eles melhores condições de trabalho”, destaca o subsecretário de Atenção Primária à Saúde, Berardo Augusto Nunan.

Para concorrer a uma das vagas, o médico efetivo precisa estar em alguma equipe de saúde da família ou em equipes de atenção básica parametrizadas. Se houver empate na disputa, será escolhido o que tem mais tempo na Secretaria de Saúde. A documentação necessária, listada em circular nº 4 SAPS/SES-DF distribuída para todas as Coordenações Regionais deSaúde e Diretorias regionais de atenção primária, deve ser entregue na Subsecretaria de Atenção Primária à Saúde até 25 de fevereiro.

MAIS MÉDICOS – No dia 12 de fevereiro, foi anunciado pelo Ministério da Saúde que chegarão ao DF 41 profissionais do Programa de Provisão de Profissionais, que inclui o Mais Médicos e o Provab. Eles tinham até esta sexta-feira (20) para se apresentarem à Secretaria de Saúde. Até a última quinta-feira (19), 24 deles já tinham se apresentado.

Os profissionais que chegam pelo programa atuam na atenção primária, em equipes de saúde da família ou em equipes de atenção básica parametrizadas, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

“O Provab tem duração de 12 meses. O DF conta com 26 médicos nessa situação, que vão concluir agora o período do programa. Com isso, dos 41 médicos que estão chegando, somente 15 serão acrescentados à rede”, explica Berardo Nunan. Atualmente o DF tem, ao todo, 242 equipes de Saúde da Família. Dessas, 96 têm médicos do Programa de Provisão de Profissionais, sendo 70 profissionais do Mais Médicos e 26 do Provab.

Os médicos do DF vinculados ao Mais Médicos recebem bolsa-formação, paga pelo Ministério da Saúde, além de auxílio-moradia de R$ 1,5 mil e vale-alimentação de R$ 500.

 

DIVULGAÇÃO DE VAGAS EM EQUIPES DE SAÚDE DE FAMÍLIA

VAGAS DE MÉDICO DA FAMÍLIA E COMUNIDADE DISPONÍVEIS